Home SeçõesEconomia Verde Terra ‘mais verde’ esconde diagnósticos

Terra ‘mais verde’ esconde diagnósticos

por redação

Terra verdeUm estudo publicado dia 26 de abril pela Revista Nature Climate Change conclui que a Terra está mais verde do que 33 anos atrás, graças ao gás carbônico (CO2). Embora seja notícia importante, revelando um avanço das plantas no planeta, deve ser vista com cuidado ao passo que nem tudo deve ser comemorado.

De acordo com Reinaldo Dias, especialista em ciências ambientais da Universidade Presbiteriana Mackenzie Campinas, a identificação das plantas mais favorecidas espelharia melhor os resultados da pesquisa. O excesso do CO2 favorece as plantas pioneiras (gramínea, por exemplo) que se desenvolvem mais rápido. As árvores de grande porte absorvem mais CO2, mas também respiram em grandes quantidades, liberando gás carbônico. Outros vegetais que absorvem CO2 em demasia são as plantas oceânicas – em particular o fito plâncton – responsáveis por consumir 50% do gás carbônico.

Segundo o professor, identificar o tipo de esverdeamento em processo é uma premissa importante para se compreender o fenômeno e o quanto afeta os seres humanos. “Fica claro que o aumento não é nas florestas, já que estas continuam a ser derrubadas em todo o mundo e necessitam ser protegidas com mais firmeza. E quanto ao CO2: continua a ser o vilão da história, grande problema global que só será combatido com a diminuição da utilização os combustíveis fósseis”, completa.

0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário