Home Notícias Reciclagem na indústria: como implementar de maneira sustentável?
0

Reciclagem na indústria: como implementar de maneira sustentável?
Warning: A non-numeric value encountered in /home/rmai/public_html/wp-content/themes/newstube/functions.php on line 3295

0
0

Conheça os processos da reciclagem industrial e como implementá-la

A reciclagem industrial auxilia na redução de custos com matérias-primas

Entender sobre reciclagem industrial é muito importante para garantir o cumprimento de leis ambientais e incorporar uma cultura de sustentabilidade na manufatura.

Segundo um estudo feito pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), a reciclagem atinge apenas 8% dos municípios brasileiros, sendo uma porcentagem pequena para um país em pleno desenvolvimento tecnológico e cujos detritos provém, em sua maior parte, da indústria.

Este dado alarmante reflete a necessidade da conscientização sobre práticas sustentáveis, principalmente a reciclagem. Nesse artigo, você confere as principais diretrizes para implementar esse mindset em seu negócio.

Afinal, o que é a reciclagem?

Reciclagem é o processo em que há transformações de materiais ou produtos de potencial utilidade, com mudanças em seus estados físico, físico-químico ou biológico, podendo atribuir novas características ao resíduo.

Este processo permite a redução do consumo de matérias-primas, de energia, da poluição do ar, da água, da necessidade de tratamento convencional de lixo e da emissão de gases do efeito estufa.

Falar de reciclagem é se adaptar à modernidade da gestão de detritos, sendo o terceiro componente essencial da hierarquia dos resíduos: “reduzir”, “reutilizar” e “reciclar” que falaremos a respeito neste artigo.

Por que a reciclagem é importante?

As empresas e a sociedade saem ganhando quando a reciclagem é implementada na indústria e no cotidiano, já que auxilia na preservação do ecossistema para as futuras gerações.

Além disso, gera economia de matérias-primas, por meio de novas tecnologias para aproveitar de forma adequada os insumos e reduzir custos.

Isso ocasiona a queda de preços e proporciona maior competitividade no mercado, ampliando as possibilidades de negociação com os clientes e a satisfação dos consumidores.

Outro ponto muito importante é a visibilidade da empresa, já que aquelas que se preocupam com o meio ambiente ganham credibilidade e são bem vistas pela sociedade.

O que é o PNRS?

Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS) é uma lei (Lei n° 12.305/10) que exige dos setores públicos e privados a transparência no gerenciamento de detritos.

O objetivo do PNRS é incentivar o consumo sustentável, por meio de um conjunto de práticas para o aumento da reciclagem e da reutilização de resíduos sólidos.

Ou seja, aquilo que tem valor econômico deve ser reciclado ou reaproveitado, sendo responsabilidade de fabricantes, importadores, distribuidores, comerciantes e cidadãos.

É muito importante ter o conhecimento de PNRS em empresas que desejam implantar práticas sustentáveis e reaproveitar matérias-primas corretamente.

O gerenciamento correto de resíduos, assim como a sustentabilidade é o futuro da indústria 4.0 uma das medidas para tornar as empresas de manufatura mais competitivas.

A Política dos 5 R’s 

A Política dos 5 R’s é o processo educativo desenvolvida pelo Ministério do Meio Ambiente visando pela preservação do meio ambiente, redução do consumo e o reaproveitamento dos materiais em relação a reciclagem. Ela consiste em 5 R’s: Reduzir, Repensar, Recusar, Reutilizar e Reciclar.

Antes de explicar cada um deles, é necessário saber que cada um destes pilares deve ser adaptado para cada tipo de indústria, considerando as particularidades do negócio.

1ª) Reduzir: significa reduzir a geração de resíduos enviados para aterros, identificando as etapas do processo da fabricação, os desperdícios e melhorias que aumentem a eficiência da produção. Alguns exemplos são a reutilização de sobras no processo, compostagem de resíduos orgânicos e a reciclagem energética.

2ª) Repensar: repense todos os processos da sua indústria, da fabricação dos produtos ao descarte dos resíduos. Será que a fabricação é necessária? Há demanda para esta quantidade? Do que é feito o produto? Como descartá-lo? Estas perguntas farão com que o mercado crie novos processos para o destino correto das sobras e a escolha por materiais não recicláveis.

3ª) Recusar: recusar produtos que agridam o meio ambiente é muito importante para o meio ambiente e no processo de fabricação de produtos sustentáveis. Este ato incentiva os fornecedores a utilizarem componentes menos agressivos e a adaptarem sua produção para um modelo mais limpo.

4ª) Reutilizar: embalagens, plástico e alumínio são alguns exemplos de resíduos que podem ser reaproveitados para a criação de novos produtos, dispensando o descarte e diminuindo a quantidade de lixo enviados aos aterros.

5ª) Reciclar: a reciclagem é o último ato da Política dos 5 R’s. O objetivo é diminuir ao máximo os resíduos gerados nas indústrias, transformando-os em novos produtos ou voltando ao seu estado original. Exemplos de resíduos mais reciclados no Brasil são as latinhas de alumínio, papel, plásticos, vidro, metal, entre outros.

O quinto e último ato da Política dos 5 R’s é o mais importante para as indústrias e deve ser o último procedimento adotado, pois vem a partir da identificação dos processos praticados na empresa.

Entre as vantagens, estão a redução de extração de recursos naturais, de resíduos nos aterros, de gastos do poder público com o tratamento do lixo e do uso de energia.

Saiba o que é Gestão Socioambiental e como aplicar na cultura das empresas.

Como implementar a reciclagem na indústria?

Após ler sobre as vantagens e a importância da reciclagem na indústria, você deve estar se questionando: como deve ser feita a implementação? Confira estas 4 dicas:

1. Selecione os materiais a serem reciclados

Nesta primeira etapa, liste todos os materiais que podem ser reciclados no seu processo de produção. Especifique as quantidades utilizadas do material e estabeleça as diretrizes para o processo de reaproveitamento.

2. Faça uma análise dos níveis de desperdício

Para este tipo de análise, é necessário que a indústria conte com um software de gestão para facilitar esta tarefa. A TECNICON oferece uma ferramenta para o controle e cadastro de materiais, entregando números com precisão sobre materiais desperdiçados que pode gerar um plano de ação.

3. Crie novos produtos

Criar novos produtos de resíduos aproveitáveis é o adequado para não agredir o meio ambiente e gerar lucros para a indústria. Implante práticas sustentáveis na sua produção e incentive a pesquisa e inspeção de qualidade para otimizar o processo.

4. Torne a sua empresa sustentável

Além da visibilidade, empresas sustentáveis têm mais a ganhar do que perder. Com o aumento de indústrias preocupadas com processos de reciclagem, haverá uma melhora significativa de sobras e desperdícios, gerando lucros e mais competitividade para as empresas.

Fonte: Tecnicon  Sistemas Gerenciais

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.