Home SeçõesEficiência Energética Projeto instalou 2,136 mil aquecedores solares em 2016

Projeto instalou 2,136 mil aquecedores solares em 2016

por redação
Equipamentos são instalados para clientes de baixo poder aquisitivo e podem gerar uma economia de até 30% na conta de energia elétrica

Equipamentos são instalados para clientes de baixo poder aquisitivo e podem gerar uma economia de até 30% na conta de energia elétrica

Sinônimo de bem-estar e conforto, o chuveiro também é um dos principais vilões da conta de luz, podendo representar até 21% dos gastos com energia dependendo do hábito do consumidor. Para ajudar os seus clientes reduzir as despesas e o consumo com o equipamento, as distribuidoras CPFL Paulista e CPFL Piratininga, concessionárias da CPFL Energia que juntas atendem 5,8 milhões de consumidores em 261 cidades paulistas, doaram e instalaram 2.136 aquecedores solares (sistema de aquecimento solar) para clientes de baixo poder aquisitivo no primeiro semestre de 2016, beneficiando mais de 2 mil famílias.

A consumidora Rosileide Rossi, residente em Campinas (SP), teve um aquecedor solar instalado em fevereiro deste ano e já sentiu os reflexos positivos do equipamento. “A satisfação não é só na qualidade do banho, mas também na economia da conta de luz. A minha fatura de energia elétrica teve uma queda de 25% no valor e tenho certeza que o aquecedor contribuiu para essa redução”, relata a cliente da CPFL Paulista. As distribuidoras estimam que essa economia pode chegar até 30% na fatura de energia elétrica.

A iniciativa faz parte do projeto “Comunidades Eficientes”, do Programa de Eficiência Energética, e consumiu R$ 5,3 milhões em investimentos, aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel).  A economia de energia, por conta desta ação, é estimada em 1.794,24 MWh/ano. Para efeito de comparação, esse mesmo volume daria para abastecer, aproximadamente, 747 residências durante um mês, com consumo médio de 200 KWh.

A instalação deste tipo de tecnologia também evitou a emissão de 240 toneladas de CO2. Essa quantidade de dióxido de carbono equivalente o mesmo que o plantio de 1.440 novas árvores. Além deste benefício ao meio ambiente, o projeto também estimula a consciência energética da população.

Ao utilizar o chuveiro com a chave no modo “inverno”, o acréscimo no consumo é maior em relação ao modo “verão”. Além disso, durante os meses de inverno, o tempo de permanência no banho normalmente aumenta, o que demanda mais energia. Com isso, o consumo de energia dos chuveiros no inverno em relação ao verão praticamente dobra, passando de 32,3 kWh para 56,7 kWh, na média. “Por isso, com a instalação de aquecedores solares, o cliente pode ter uma economia significativa no valor da conta de consumo de energia”, complementa o gerente de Eficiência Energética da CPFL Energia, Luiz Carlos Lopes Júnior.

No ano passado, a CPFL Paulista e a CPFL Piratininga instalaram 1,757 mil aquecedores solares, e o investimento foi de R$ 4,157 milhões, gerando uma economia de 1.396,92 MWh/ano.

0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário