Home Seções Eficiência Energética Mercado livre de Energia fecha 2019 com uma economia acumulada de quase R$ 200 bi
0

Mercado livre de Energia fecha 2019 com uma economia acumulada de quase R$ 200 bi
Warning: A non-numeric value encountered in /home/rmai/public_html/wp-content/themes/newstube/functions.php on line 3295

0
0

O setor apresenta esses números e defende que toda a população brasileira tenha a liberdade de escolha do seu fornecedor de energia elétrica, como os grandes consumidores já têm. Congresso discute o assunto
Para os consumidores que já estão no Mercado Livre de Energia o final de 2019 é um marco. O setor está apresentando quase 200 bilhões de reais economizados para esses clientes em pouco mais de apenas duas décadas de operação. Esse número é revelado pela Associação Brasileira dos Comercializadores de Energia (Abraceel), que defende a liberdade de escolha do fornecedor de energia para todos os consumidores e não apenas os 6,7 mil que têm uma demanda acima de 500 KW, o que equivale a uma conta mensal em torno de 80 mil reais.

O Projeto de Lei 1917/2015, que cria a portabilidade da conta de luz para todos os consumidores, está tramitando na Câmara dos Deputados com a proposta de permitir o direito de escolha à população brasileira. Sua proposta aumenta a competitividade entre os fornecedores de energia e deve reduzir as tarifas para os clientes finais.

Para a Abraceel essa medida é urgente, pois o modelo comercial que o Brasil segue está esgotado e, em especial, não é aceitável que os consumidores brasileiros não possam desfrutar da liberdade de escolha na compra de sua energia, como os consumidores da maioria dos países desenvolvidos, que já abriram seus mercados. “Não podemos esquecer que a abertura do mercado livre de energia significa uma energia mais barata para a população”, comenta Reginaldo Medeiros, presidente da Associação.

Em uma pesquisa recente que a Abraceel realizou em parceria com o IBOPE, quase 90% dos consumidores ouvidos consideram a conta de energia no Brasil muito cara e quase 80% expressaram o seu desejo de ter a liberdade de escolher o seu fornecedor de energia elétrica.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.