Home Notícias Logística reversa: 140 mil ton/dia de resíduo sólido são geradas no Brasil

Logística reversa: 140 mil ton/dia de resíduo sólido são geradas no Brasil

por redação

Beneficiadoras possuem papel importante na cadeia: dão equilíbrio ao meio ambiente e colaboram com a geração de renda

De acordo com o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), cerca de 140 mil toneladas de resíduo sólido são geradas diariamente no Brasil. Por outro lado e felizmente, há diversos agentes que fazem a política dos três R’s da sustentabilidade (reduzir, reutilizar e reciclar) acontecer, dando equilíbrio ao meio ambiente e colaborando com a geração de renda em algumas regiões. Um exemplo são as beneficiadoras.

Dentro do processo de logística reversa (indústria, distribuição, varejo, consumidor, coleta e reciclagem), as beneficiadoras são responsáveis por separar e preparar o material que chega de seus fornecedores (cooperativas, indústrias, vidraçarias, catadores, bares e restaurantes e até multinacionais), de forma a prover a seus clientes matéria-prima reciclada dentro da especificação para reutilização desses materiais.

Os resíduos que podem ser reciclados vão para cooperativas muitas vezes com rótulos, rolhas e tampas, e cabe a beneficiadora tratá-los e organizá-los em tamanhos específicos, cores e retirar tudo o que pode “poluir” a embalagem.

Focada em vidro, a Massfix é uma beneficiadora que presta tanto serviços de separação e processamento de cacos quanto de coleta, seja em bares e restaurantes ou caçambas, por exemplo. “Nosso trabalho é garantir que o vidro retorne para o ciclo de vida, seja valorizado em toda cadeira e que tenha um fluxo contínuo, sem sazonalidade. Por isso, damos suporte às cooperativa e catadores, e promovemos ações de educação ambiental”, explica Juliana Schunck, diretora da Massfix.

Diferença dos vidros

Juliana conta que cada tipo de vidro possui tratamento específico e correta destinação. Vidro de embalagem reciclado, por exemplo, só pode ser destinado para fabricação de embalagens. Os vidros planos e outros segmentos em menor escala, como os laminados de para brisas automotivos, são quase sempre destinados para o mesmo fim, mas não é uma regra.

Com 30 anos de existência, a Massfix conta com pelo menos metade de tempo com a Verallia como um de seus clientes. Líder europeu e o terceiro maior produtor global de embalagens de vidro para alimentos e bebidas, a Verallia utilizou 53% de caco externo reciclado em sua produção, somente em 2019. A meta agora é atingir perto de 59% até 2025, globalmente. “Para cada 10% dos cacos de vidro que entram em nosso processo, menos 5% de CO2 emitimos no ambiente e 2,5% a menos de consumo de energia no processo de fabricação”, afirma Etienne Laine, diretor de Compras e Supply Chain na Verallia América Latina.

Com seus mais de mil fornecedores, sendo 600 desses cooperativas de catadores em todo país, a Massfix consegue abastecer a Verallia e outros grandes clientes, com suas quatro unidades: Guarulhos e Mogi das Cruzes, em São Paulo, Contagem, em Minas Gerais, e Anápolis, em Goiás, com previsão de expansão em Jacutinga (RS) e Barra Velha (SC).

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário