Home Seções Economia Verde Jogos Olímpicos deixarão um legado positivo de baixo carbono
0

Jogos Olímpicos deixarão um legado positivo de baixo carbono
Warning: A non-numeric value encountered in /home/rmai/public_html/wp-content/themes/newstube/functions.php on line 3295

0
0
Graças à colaboração entre diversos setores, os Jogos Olímpicos deixarão um legado positivo de tecnologias de baixo carbono no Brasil e na América Latina
Graças à colaboração entre diversos setores, os Jogos Olímpicos deixarão um legado positivo de tecnologias de baixo carbono no Brasil e na América Latina

Os Jogos Olímpicos Rio 2016 vão entrar para a história deixando um legado significativo de tecnologias de baixo carbono para a América Latina a partir da meta de mitigar 2 milhões de toneladas de CO2 equivalentes (CO2e).

O Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016 e a Dow, Companhia Química Oficial dos Jogos Olímpicos e Parceira Oficial de Carbono dos Jogos Rio 2016, anunciaram a projeção de que mais de dois milhões de toneladas em reduções de emissões de gases do efeito estufa (GEE), verificadas por especialistas externos, serão entregues por meio dos projetos implementados para cumprir o compromisso de garantir um evento global com impacto mínimo ao clima. Em um esforço colaborativo multissetorial, os Jogos Olímpicos agem como um agente catalisador para a adoção de soluções mais sustentáveis e relevantes para a economia e para a sociedade.

“A parceria da Dow com o Movimento Olímpico nos permite utilizar a plataforma de esportes e o poder dos Anéis Olímpicos para demonstrar como nossas tecnologias podem impulsionar a adoção de soluções de baixo carbono”, afirma Louis A. Vega, vice-presidente Global para o negócio de Olimpíadas & Soluções para Esportes. “Os Jogos Olímpicos Rio 2016 nos deram uma oportunidade única para iniciar o diálogo e colaborar com líderes de diversos setores industriais na América Latina para introduzir soluções que vão beneficiar as gerações futuras”.

Com base no sucesso do programa “Futuro Sustentável”, que viabilizou a mitigação de toda a pegada de carbono direta do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Inverno Sochi 2014 antes mesmo da Cerimônia de Abertura, a Dow foi selecionada como Parceira Oficial de Carbono dos Jogos Rio 2016 em setembro de 2014 e desenvolveu um portfólio de projetos nas áreas agrícola, industrial e de infraestrutura que já entregou reduções verificadas que somam 100 mil toneladas de CO2 equivalentes (CO2eq) até a presente data. Esses projetos continuarão a gerar benefícios climáticos durante todo o período de execução do programa – que se estende até 2026.

“Garantir a entrega de Jogos com uma pegada de carbono reduzida é um dos pontos principais de nossa estratégia de sustentabilidade”, afirma Tania Braga, líder de sustentabilidade e acessibilidade para o Comitê Organizador dos Jogos Rio 2016. “Mais importante ainda é que aproveitamos esta oportunidade para engajar setores estratégicos no Brasil e na América Latina em torno de uma forma mais sustentável de produzir e operar. As colaborações inspiradas nos Jogos Olímpicos e lideradas pela nossa parceira Dow já criaram um legado positivo na região”.

Deixando um impacto duradouro

Como Parceira Oficial de Carbono do Rio 2016, a Dow assumiu o compromisso de mitigar 500 mil toneladas de CO2eq em emissões de gases do efeito estufa verificadas por especialistas externos até 2026 para compensar a pegada de carbono da organização dos Jogos. A Dow ainda trabalha para gerar benefícios climáticos adicionais de 1,5 milhão de CO2eq para compensar outras emissões associadas ao evento, tais como as viagens dos espectadores.

Ao trabalhar com o Rio 2016, a Dow desenvolveu um programa personalizado para responder às necessidades ambientais e tecnológicas do Brasil e da América Latina por meio da introdução de soluções e práticas de baixo carbono em setores importantes da economia. Ao substituir combustíveis fósseis por fontes de energia renovável, otimizar recursos na agropecuária e  difundir conhecimento para uma infraestrutura com maior eficiência energética, o portfólio de projetos da Dow permite que as empresas façam mais com menos, aumentem a produtividade e preservem energia por meio de mudanças no mercado em longo prazo.

A Dow escolheu a Environmental Resources Management (ERM) como consultora externa para validação dos projetos segundo a Metodologia de Soluções Climática da Dow  e verificação das reduções nas emissões de GHG a serem consideradas na mitigação das pegadas de carbono própria e associada do Comitê Rio 2016.

“Somos responsáveis por realizar uma auditoria independente, validando os projetos de mitigação, verificando as reduções e fazendo projeções conservadoras dos impactos durante o período de realização”, explicou Braulio Pikman, sócio sênior da ERM. “Nosso processo abrangente, que combina a auditoria da documentação dos projetos com a verificação de evidências de implementação, determinou que o portfólio de projetos da Dow deverá gerar mais de 2,2 milhões de toneladas em benefícios climáticos até o final de 2026”.

Para as gerações futuras

Além das metas de mitigação de carbono, Dow e Rio 2016 assumiram o compromisso de conscientizar meio milhão de pessoas no Brasil sobre sustentabilidade e mudanças climáticas. A Dow engajou tomadores de decisão no setor de construção civil organizando seminários sobre eficiência energética, além de mobilizar produtores rurais em um diálogo sobre práticas agrícolas mais sustentáveis. Adicionalmente, a Dow apoia a plataforma educacional Transforma, por meio da qual mais de 7 milhões de alunos foram beneficiados.

Como a primeira e maior parceira corporativa do Transforma, a Dow ampliou a plataforma adicionando à grade curricular nove aulas de ciências que tratam de sustentabilidade, química, física e biologia aplicadas ao conceito dos esporte e dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos. Desde sua implantação em 2013, o Transforma já foi lançado em todos os 27 estados brasileiros.

“A Dow é uma cidadã corporativa no Brasil e na América Latina há 60 anos– aniversário que coincide com a realização, no Brasil, dos primeiros Jogos Olímpicos da América do Sul. Não consigo imaginar uma maneira melhor de comemorar o nosso legado e preparar o cenário para os próximos 60 anos de colaborações e crescimento robustos de nossos negócios na região,” afirmou Fabian Gil, Presidente da Dow América Latina.

Para saber mais sobre o programa de mitigação de carbono da Dow para os Jogos Olímpicos Rio 2016, visite www.dow.com/carbonmitigation.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.