Home SeçõesEconomia Verde Foi realizada terceira edição do Prêmio Chico Mendes de Jornalismo Socioambiental

Foi realizada terceira edição do Prêmio Chico Mendes de Jornalismo Socioambiental

por redação
A jornalista Paula Saldanha, pioneira na tematica socioambiental, recebeu homenagem especial

A jornalista Paula Saldanha, pioneira na tematica socioambiental, recebeu homenagem especial

A terceira edição do Prêmio Chico Mendes de Jornalismo Socioambiental, inciativa do Instituto Socioambiental Chico Mendes, já tem seus vencedores. Eles foram conhecidos dia 24 de novembro de 2015, na cerimônia que reuniu todos os indicados, dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro, em cinco categorias.  O jornalista André Trigueiro, indicado pela terceira vez, venceu como personalidade do ano. Também conquistaram troféus em suas categorias: Repórter ECO, da TV Cultura (melhor TV), Planeta Eldorado, da rádio Eldorado (melhor rádio), Revista Página 22 (melhor revista) e o site eCycle (melhor site). A cerimônia também reconheceu as ações voltadas para a sustentabilidade e para as boas práticas socioambientais de empresas e instituições.

Neste ano, a indicação do prêmio jornalístico partiu de uma comissão formada por representantes dos veículos e personalidades indicados ao prêmio em 2014 e por um grupo de jornalistas e formadores de opinião. A lista com os finalistas ficou aberta para votação popular no site do instituto.

Pioneira no jornalismo socioambiental, Paula Saldanha teve merecido reconhecimento pela importante contribuição à causa ambiental, com inúmeros documentários Brasil afora. Emocionada, ela se dirigiu aos colegas e aos empresários que participaram do prêmio, conclamando a todos a participar dos eventos internacionais, como o COP 21, propondo o fim da destruição das florestas e pelo Brasil do novo milênio. “O Brasil é um país que tem água”, lembrou. “Temos de aprender a usar os recursos naturais, deixando esse legado para as próximas gerações”.

Sandra Annenberg recebeu das mãos do ator Max Fercondini e da atriz Amanda Richter, mestres de cerimônia do evento, o troféu especial de ação de responsabilidade social pelo programa Como Será?, da TV Globo. Com pouco mais de um ano, a atração matinal exibida aos sábados é um a parceria da área de jornalismo com a área de responsabilidade social da TV Globo e da Fundação Roberto Marinho.

A premiação jornalística é um reconhecimento à importância da imprensa brasileira na disseminação de conteúdos que promovam a conservação e a proteção ambiental, a promoção humana e a inclusão social. Os veículos e os jornalistas indicados, dos estados de São Paulo e do Rio de Janeiro, concorrem em cinco categorias: melhor programa de TV nacional; melhor revista; melhor programa de rádio; melhor site; e personalidade de comunicação socioambiental do ano. Veja a relação completa dos finalistas e vencedores de 2015 no site: http://institutochicomendes.org.br/premiodejornalismo/

0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário