Home SeçõesEconomia Verde Estão abertas as inscrições para o 8ª Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável

Estão abertas as inscrições para o 8ª Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável

por redação

premio-odebrechEstão abertas as inscrições para a 8ª edição do Prêmio Odebrecht para o Desenvolvimento Sustentável, que poderão ser realizadas até o dia 6 de outubro de 2015 pelo hotsite www.premioodebrecht.com/brasil/. Estudantes de graduação de todo o Brasil podem participar, sendo que pelo menos um dos integrantes do grupo de autores deve cursar engenharia (de qualquer segmento), agronomia ou arquitetura.

Serão cinco trabalhos premiados com R$ 60 mil reais, sendo que o autor, ou grupo de autores, orientador e instituição de ensino ganham R$ 20 mil reais cada. Os estudantes autores dos projetos classificados também serão convidados a participar de processos seletivos para vagas nos negócios da Organização Odebrecht. A partir desse ano, será outorgada menção honrosa à Instituição de Ensino Superior que contar com o maior número de trabalhos qualificados na edição vigente, após realizada a etapa de triagem. Desde sua criação, o Prêmio já contou com mais de 610 projetos inscritos no Brasil e reconheceu um total de 35 trabalhos, concedendo R$ 2,1 milhões em prêmios.

O prêmio tem como objetivo estimular a geração de conhecimento sobre temas relacionados à contribuição das engenharias, arquitetura e agronomia para o desenvolvimento sustentável, além de difundi-los na comunidade acadêmica e na sociedade brasileira.

Os projetos inscritos devem conter os elementos de uma proposta de engenharia de solução tecnológica ou inovação que se mostre viável em sua execução, ou já com dados de testes ou de aplicação que demonstrem esta viabilidade. Uma comissão julgadora analisará cada trabalho sob a ótica da viabilidade econômica, responsabilidade ambiental e inclusão social.

Na 7ª edição, o trabalho que conquistou a primeira colocação foi o projeto “Utilização de um biodetergente de baixo custo para remoção de derivado de petróleo do solo”, das estudantes de Engenharia Química Priscilla Ferreira Corrêa e Isabela Natália da Silva Ferreira, da Universidade Católica de Pernambuco (PE). A edição passada também reconheceu projetos da Universidade Federal de São João Del Rei (MG), Universidade Federal Fluminense (RJ), Universidade do Vale do Rio dos Sinos (RS) e Universidade de São Paulo (SP).

Para o diretor de sustentabilidade da Odebrecht, Sergio Leão, o Prêmio visa motivar os jovens a inovar em soluções que integrem o conhecimento da engenharia e de áreas afins para os desafios do desenvolvimento sustentável em cada região. ?A Odebrecht quer estimular esses jovens futuros profissionais a se posicionarem como os agentes de mudança no rumo da sustentabilidade?, afirma ele.

O Prêmio Odebrecht é uma iniciativa dos negócios da Organização. Além de ser realizado no Brasil, a premiação também acontece em outros onze países: Angola, Argentina, Colômbia, Cuba, Equador, Estados Unidos, México, Panamá, Peru, República Dominicana e Venezuela.

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário