Home SeçõesEconomia Verde Embraco celebra 20 anos de avanço na eficiência energética

Embraco celebra 20 anos de avanço na eficiência energética

por redação

Tecnologia Fullmotion, desenvolvida pela Embraco há duas décadas, revolucionou a indústria da refrigeração por mais economia de energia

É consenso que, quanto maior a economia de energia elétrica, menor será o preço que pagamos por ela assim como o impacto ambiental negativo gerado. Além disso, há uma demanda global crescente para redução do consumo energético e a refrigeração representa cerca de 15% desta fatia. Por isso, já não bastam pequenas melhorias no dia a dia para poupar esse recurso, são necessárias mudanças significativas na forma como equipamentos de refrigeração que integram residências e ambientes comerciais são projetados. 

Só para se ter uma ideia, o uso da geladeira representa 20% do consumo total de energia elétrica de uma residência, segundo estudo de demanda energética realizado pela Empresa de Pesquisa Energética (EPE), em 2016.

É com base nessa conta e na necessidade mundial de redução do consumo energético que a Embraco desenvolveu, há 20 anos, a tecnologia Fullmotion, de velocidade variável, um exemplo claro de como a companhia usa a pesquisa para tornar suas soluções mais eficientes. Desenvolvida inicialmente para o mercado de refrigeração residencial, mais recentemente a tecnologia passou a integrar o portfólio da empresa para o segmento comercial. 

“Olhamos a refrigeração sob a perspectiva do consumidor, que deseja seus alimentos bem conservados, e redução na conta de energia no fim do mês. É isso que pretendemos entregar: uma experiência de refrigeração com alta tecnologia e que ajuda a economizar”, exemplifica Dietmar Lilie, pesquisador-mestre da Embraco e um dos principais nomes por trás da tecnologia Fullmotion.

A solução foi a primeira da indústria de refrigeração a apresentar a tecnologia Inverter que faz com que o compressor adapte sua capacidade de acordo com a necessidade de resfriamento do freezer ou geladeira. O inversor eletrônico interpreta as oscilações de temperatura dentro do gabinete e envia sinais ao compressor para mudar sua velocidade e alcançar a temperatura desejada de forma mais rápida e eficiente.

Segundo Dietmar, essa tecnologia revolucionou o mercado porque otimiza a capacidade de refrigeração de acordo com a necessidade do refrigerador, o que reduz o consumo de energia em até 40%, dependendo do sistema de refrigeração que será aplicado. Além disso, a solução melhora a preservação dos alimentos, que ficam melhor conservados devido a menor oscilação de temperatura. “Isso proporciona muito mais qualidade de vida às pessoas”, resume o pesquisador.

Outra vantagem é o baixo ruído, quase imperceptível, que chega a níveis parecidos com o de uma biblioteca. Isto porque os compressores com esta tecnologia trabalham a maior parte do tempo em baixa rotação.

Economia de energia

O Fullmotion é fruto de 10 anos de pesquisa na Embraco desde o depósito da primeira patente em 1989 até o seu lançamento. Trata-se da solução que elevou os parâmetros da indústria de refrigeração global na busca por mais eficiência energética, conforto e melhor conservação dos alimentos – demandas dos segmentos doméstico e comercial no Brasil e no mundo. 

A Embraco vem aumentando cerca de 5% no ganho de eficiência energética entre cada geração lançada: do primeiro modelo – o VEM – até um dos mais recentes – o VESF – houve uma melhora de 32% no consumo de energia do compressor.

Para melhor ilustrar a economia de energia gerada, a Embraco fez as contas: somou todos os compressores Fullmotion vendidos nos últimos 10 anos e chegou a uma economia de energia equivalente a 9 bilhões de KWh, quando comparados a compressores convencionais. Essa quantidade de energia poderia abastecer, por exemplo, toda a Croácia durante seis meses.

A tecnologia também foi a primeira a permitir o uso de refrigerantes naturais, revelando o pioneirismo da Embraco ao adotar estes fluídos, que contribuem com o aumento da eficiência energética no sistema de refrigeração e geram menos impactos nocivos ao meio ambiente.

No segmento comercial, o lançamento mais recente é o FMFT, o primeiro compressor bivolt para refrigeração comercial e um dos mais eficientes do mundo na sua faixa de capacidade. Voltado aos segmentos de varejo, médico e restaurantes, reduz em até 30% o consumo de energia e, por ser bivolt, atende a diferentes regiões do Brasil e do mundo, mesmo em situações de instabilidade na rede elétrica.

Pesquisa e Desenvolvimento global

A pesquisa para o desenvolvimento da tecnologia Fullmotion é brasileira, conduzida nos laboratórios Embraco em Joinville (SC) – sede da empresa; mas os compressores com a tecnologia Fullmotion Inverter ilustra bem a participação da rede global de laboratórios e engenharia da Embraco no desenvolvimento das soluções: o FMX, por exemplo, é fabricado na planta da Embraco na China, em Pequim, hub para a distribuição da tecnologia para o mercado asiático.

A Embraco continuará lançando compressores Fullmotion inverter em 2018 e 2019, já que a companhia investe continuamente de 3% a 4% da sua receita anual em P&D, mantendo em seu portfólio soluções inovadoras que respondem às necessidades do mercado global. Segundo a empresa, 59% do faturamento nos últimos cinco anos é proveniente de produtos lançados somente nesse mesmo período. “Praticamos uma inovação centrada nas necessidades dos clientes, o que justifica esse fluxo e a boa receptividade dos nossos produtos em diferentes países”, reforça o diretor de Vendas, Ricardo Bristotti.

Demandas de mercado atendidas

Hoje, a tecnologia Fullmotion está presente em mercados de todo o mundo, principalmente Europa, Japão, China e EUA. A mais nova economia a absorver a tecnologia Fullmotion é a Índia, país que ilustra os esforços da Embraco na massificação do compressor FMX no segmento residencial.

Mas o primeiro cliente a atestar os benefícios do compressor Fullmotion foi a Liebherr, fabricante alemã de eletrodomésticos na década de 90. A empresa conseguiu, facilmente, transmitir o valor agregado a seus clientes finais.

“A Embraco entendeu que a tecnologia iria trazer benefícios para o negócio do cliente e, por isso, o produto no mercado atendeu as expectativas deles e as rigorosas regulamentações energéticas mundiais”, completa Bristotti.

A tecnologia Fullmotion rendeu à companhia diversos reconhecimentos como o Star of Energy Efficiency, em 2008; e o terceiro lugar no Prêmio Stemmer de Inovação, em Santa Catarina, com o case Fullmotion VESF, em 2017.

0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário