Home SeçõesEducação Ambiental Coca-Cola Femsa apoia projeto de restauração florestal

Coca-Cola Femsa apoia projeto de restauração florestal

por redação

Iniciativa faz parte do Projeto Geração + Verde, que conta com o apoio da Fundação SOS Mata Atlântica e
alcançou a marca de 100 mil mudas plantadas no Parque Anhanguera, em SP

A água, ao lado de energia e resíduos, é um dos temas prioritários para a Coca-Cola FEMSA, maior engarrafadora de produtos Coca-Cola no mundo em volume de vendas. Entre diversas iniciativas, o Projeto Geração + Verde atingiu a marca de 100 mil mudas de espécies nativas da Mata Atlântica plantadas no Parque Anhanguera (extremo noroeste da capital de São Paulo), entre elas ipê-amarelo-liso, jequitibá-branco e jequitibá-rosa. O total equivale a 240 campos de futebol ou 200 hectares de mananciais que fazem parte da bacia hidrográfica responsável pelo abastecimento da capital paulista.

“Estamos engajados em promover ações que garantam o uso racional dos recursos e isso passa pela educação ambiental e restauração das florestas. Liderar iniciativas como essa faz parte da nossa missão de gerar valor econômico e bem-estar social e ambiental nos lugares em que estamos presentes”, afirma Camila Amaral, Diretora Jurídica e de Assuntos Corporativos da Coca-Cola FEMSA Brasil.

“A restauração florestal nas margens de rios é uma importante ação para a melhoria da qualidade e quantidade da água, pois contribui para a manutenção do ciclo hidrológico que é drasticamente alterada pela ausência da cobertura florestal. A ação beneficia diretamente as regiões estratégicas para captação de água para a população”, afirma Aretha Medina, coordenadora de Restauração Florestal da Fundação SOS Mata Atlântica.

Estudos da Fundação SOS Mata Atlântica já demonstraram que a qualidade da água melhora justamente nos locais com maior cobertura vegetal. Como consequência, uma das maiores preocupações para que a água não se torne escassa nas cidades é a manutenção da vegetação nativa nas nascentes e margens dos rios.

Doação de mudas

Um dos destaques do projeto Geração + Verde é que a cada árvore plantada na cidade, em represas, parques e praças, outra será plantada nas regiões de mananciais que abastecem a capital. Iniciado em 2018, o Geração + Verde já efetuou a doação de 153.000 mudas de espécies florestais nativas da Mata Atlântica, no município de São Paulo. Até a conclusão do projeto serão doadas 200.000 mudas.

A cidade de Analândia, no interior de São Paulo, foi a primeira a receber 90.000 mudas doadas devido a seu grande potencial de nascentes que abastecem a bacia hidrográfica do rio Corumbataí, importante fonte de abastecimento público para os municípios paulistas de Águas de São Pedro, Charqueada, Piracicaba, Santa Maria da Serra e São Pedro, localizados na parte baixa do rio Piracicaba. Como resultado, cerca de 460 mil pessoas que moram nesses municípios foram beneficiadas.

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário