Home Notícias Borra de café é matéria-prima para produtos sustentáveis

Borra de café é matéria-prima para produtos sustentáveis

por redação

Por meio da doação de resíduos para a criação artesanal de biojoias e objetos de decoração, Grupo Utam inclui mais uma etapa em seu ciclo de produção e promoção da economia criativa

Atuando em várias etapas da atividade cafeeira, da produção à comercialização, a partir deste mês de junho, o Grupo Utam participa também da ponta final deste ciclo: a destinação dos resíduos gerados nos processos de produção ou até após o preparo da bebida para o consumo. A solução veio em forma de uma parceria em que o principal beneficiado é o meio ambiente.

Se antes o que era perdido nas etapas iniciais de produção do café era muitas vezes incinerado, agora é destinado à criação de peças artesanais e exclusivas assinadas pela Recoffee Design, uma empresa criada em Ribeirão Preto há quatro anos, pelas mãos da designer de produtos Ana Paula Naccarato e do biólogo Sérgio Camargo, que utiliza como matéria-prima a borra do café, ou seja, o pó que fica no filtro após ser coado pela água quente e que, normalmente, tem como destino final o lixo nos restaurantes, cafeterias, indústrias e lares brasileiros.

Além do fato de as empresas terem sedes na mesma cidade, a pandemia de Covid-19 foi outro fator que aproximou as marcas. “Como nosso principal meio de obtenção de resíduo para matéria-prima são as cafeterias, com o fechamento imposto pela quarentena, o consumo nesses locais caiu, diminuindo a geração de borra de café”, explica Ana Paula. A dificuldade de encontrar a borra de café para suas criações gerou uma oportunidade: aproximou a designer à indústria cafeeira.

Economia criativa

Com a parceria, todo o material destinado pelo Grupo Utam entra na linha de produção da Recoffee Design. A partir da borra de café e elementos aglutinantes naturais, Ana Paula e sua equipe disponibilizam uma linha de mais de 60 modelos, entre biojoias, objetos de decoração e peças de revestimento de paredes, tudo no tom terroso que as diversas variações do café podem oferecer.

O Grupo Utam inaugura um novo processo com a iniciativa para reutilização do material orgânico que resta da sua produção, visando diminuir a parcela de lixo que é produzido e descartado em lixões e aterros sanitários. A proposta é minimizar a decomposição da borra de café no meio ambiente, de forma a diminuir os gases de efeito estufa e também de chorume.

Nos últimos anos, o grupo vinha desenvolvendo pesquisas e levantamentos para encontrar parceiros com projetos inovadores para o desenvolvimento de soluções ambientais e encontrou na criação da designer Ana Naccarato uma finalidade de valorização artística e de fomento à economia criativa. “O projeto de reutilização da borra de café voltado para a criação de peças artesanais e joias naturais veio ao encontro de uma antiga busca de nossa indústria para um descarte consciente e reutilizável”, explica a diretora do Grupo Utam Ana Carolina Soares de Carvalho.

“A reutilização do composto vegetal gera um novo ciclo do café, que nasce no pós-consumo e traz com ele a reflexão sobre os ciclos produtivos, o desperdício e seu impacto ambiental”, avalia a designer.

Produtos sustentáveis

Além da doação dos resíduos gerados por sua produção e consumo interno de café, o Grupo Utam incorporou em sua loja virtual, na seção Design Sustentável, toda a linha de biojoias e objetos de decoração criados pela Recoffee Design. São colares, brincos, vasos, xícaras, bandejas e relógios de parede, entre outros, disponíveis para compra no site www.lojautam.com.br, que oferece, ainda, uma variada lista de produtos da marca de cafés, entre as opções torrado e moído, solúvel, cappuccino, cápsulas monodoses, filtros e copos descartáveis.

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário