Home Notícias Abrelpe promove ação para mostrar os tipos de resíduos descartados nas ruas de São Paulo

Abrelpe promove ação para mostrar os tipos de resíduos descartados nas ruas de São Paulo

por redação

A ação tem como objetivo chamar a atenção e sensibilizar a sociedade sobre as quantidades e tipos de materiais que são descartados nas ruas

A intervenção urbana “O que vai para o chão” segue no Parque do Ibirapuera, no Portão 9, até o dia 30 de novembro (segunda-feira), após ter passado pelo Centro e Zona Leste. Promovida pela Abrelpe – Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especias, a ação tem como objetivo chamar a atenção e sensibilizar a sociedade sobre as quantidades e tipos de materiais que são descartados nas ruas, alertando para os possíveis impactos causados com um descarte inapropriado.

Para isso, dois contentores especialmente produzidos para essa intervenção ficarão instalados no Portão 9 do Parque. Ambos possuem uma janela frontal que permitirá ao cidadão visualizar os tipos e quantidades de resíduos recolhidos pelos serviços de varrição. “A ação busca apresentar de forma clara a quantidade e os tipos de materiais que as pessoas jogam nas ruas da cidade e, principalmente, que entre folhas e poeira, há materiais que não deveriam estar ali e, se separados e descartados adequadamente, poderiam ser aproveitados pela reciclagem”, observa Carlos Silva Filho, diretor presidente da Abrelpe.

Para o porta-voz da entidade, além de poluir as vias públicas, desperdiçar materiais reaproveitáveis e contaminar o meio ambiente, os resíduos jogados no chão das cidades são uma das principais fontes de poluição dos mares e oceanos. “Essa ação local, além de contribuir para uma necessária mudança de comportamento nos centros urbanos, sem dúvidas também traz impactos positivos para a problemática global da poluição marinha, que tem sido objeto de crescente atenção”, diz.

Durante o período da iniciativa, a Abrelpe, em parceria com empresas associadas operadoras dos serviços, fará o monitoramento do preenchimento dos contentores e uma análise gravimétrica dos materiais ali depositados, com a produção de relatório técnico e visual ao final da intervenção. “A “provocação” consiste em fazer o pedestre perceber a diferença em volume (lado a lado), os diferentes destinos e a possibilidade de aproveitamento, via reciclagem, de uma boa parte dos materiais e, consequentemente, preservação dos recursos naturais”, conta Gabriela Otero, coordenadora do departamento técnico da Abrelpe.

Serviço
O quê: Intervenção Urbana “O que vai para o chão”
Local: Parque do Ibirapuera, Portão 9
Data: Até 30/11/2020

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário