Home SeçõesEconomia Verde ABDE assina acordo com a ONU para impulsionar o desenvolvimento sustentável no Brasil

ABDE assina acordo com a ONU para impulsionar o desenvolvimento sustentável no Brasil

por redação

Dentre as ações previstas estão a articulação de ações das agências especializadas, fundos e programas da ONU que atuam no país

A Associação Brasileira de Desenvolvimento (ABDE), entidade formada por bancos de desenvolvimento, agências de fomento e cooperativas de todo o país, assinou nesta quarta-feira (10), na sede da instituição em Brasília (DF), memorando de entendimento com a Organização das Nações Unidas (ONU). O acordo prevê a colaboração em ações e projetos comuns visando acelerar o financiamento para o desenvolvimento sustentável no Brasil, de forma integrada e cooperativa, considerando as oportunidades e os desafios subnacionais, nacionais, regionais e globais.

“Nós pretendemos fortalecer a cooperação entre as instituições que compõe o SNF e as diversas agências e programas da ONU operados no Brasil. É uma parceria relevante e que vai nos permitir colaborar com todas as agendas da ONU, em especial a agenda de desenvolvimento”, afirmou o presidente da ABDE, Sergio Gusmão Suchodolski.

Dentre as ações previstas estão a articulação de ações das agências especializadas, fundos e programas da ONU que atuam no país para contribuir para o avanço do financiamento para o desenvolvimento sustentável no Brasil; colaboração na construção de propostas concretas de políticas públicas, com ênfase no financiamento, contribuindo para um desenvolvimento mais sustentável; e identificação de oportunidades e necessidades de investimentos para o atendimento dos ODS no país .

Para a coordenadora residente da ONU no Brasil, Silvia Rucks, que assinou o acordo de cooperação pelas Nações Unidas, as instituições financeiras de desenvolvimento são peça-chave para a transição ao desenvolvimento sustentável, mudança do clima e baixas emissões de carbono.

“A parceria tem ambição de acelerar o financiamento ao desenvolvimento sustentável no Brasil. A nova agenda de sustentabilidade, formada pela combinação da Agenda 2030, da Agenda de Ação de Adis Abeba e do Acordo de Paris, cria a oportunidade de se repensar o papel e o foco das instituições financeiras”.

Meta de carbono zero

Ainda nesta quarta-feira, a ABDE promoveu, em parceria com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), webinar para debater como mobilizar recursos para atingir a meta de carbono zero. O evento foi realizado dentro da programação da Conferência das Nações Unidas sobre Mudanças Climáticas (COP26), em Glasgow.

Participaram do debate o presidente da ABDE, Sergio Gusmão Suchodolski; o diretor do BNDES, Bruno Aranha; a professora da Columbia University, Stephany Griffith-Jones; o vice-diretor geral do Banco de Compensações Internacionais (BIS), Luiz Awazu Pereira; e o especialista sênior de Clima do Caisse des Depots, Damien Navizet. A moderação foi do vice-presidente de Setor Privado do Banco de Desenvolvimento da América Latina (CAF), Jorge Arbache.

O webinar foi o terceiro da série de debates para a construção do Plano ABDE 2030 de Desenvolvimento Sustentável. O documento terá ações e propostas concretas para contribuir com o país no cumprimento das metas dos Objetivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS). O Plano será entregue às principais lideranças políticas do país, incluindo presidentes da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, de órgãos de controle, governadores e aos presidenciáveis.

 

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário