Home Seções Economia Verde Vencedor do Nobel de Química encerra o Seminário Abiquim
0

Vencedor do Nobel de Química encerra o Seminário Abiquim

0
0
Para Sir J. Fraser Stoddart, parceria entre a academia e a indústria é ferramenta para o desenvolvimento
da inovação química e aumento da competitividade do Brasil

O prêmio Nobel de Química de 2016, Sir J. Fraser Stoddart, encerrou a programação do 4º Seminário Abiquim de Tecnologia e Inovação realizado pela Associação Brasileira da Indústria Química (Abiquim), nos dias 12 e 13 de julho, na capital paulista. O Seminário fez parte da programação do 46º Congresso Mundial de Química (IUPAC 2017), principal evento científico da Química, que aconteceu pela primeira vez na América do Sul, de 9 a 14 de julho.

Também participaram da sessão de encerramento o presidente do Conselho Diretor da Abiquim e diretor-presidente da Elekeiroz, Marcos De Marchi, e o presidente da Sociedade Brasileira de Química (SBQ) e professor do Departamento de Química da Universidade Federal do Paraná (UFPR), Aldo Zarbin. Os três destacaram em suas apresentações a importância de promover o relacionamento entre a indústria e a academia visando o desenvolvimento de inovações.

Sir J. Fraser Stoddart afirmou que é preciso ter coragem e fazer escolhas que podem dar novas perspectivas à carreira. Ele contou que seu relacionamento com a indústria aconteceu pela primeira vez de 78 a 81, quando tirou um sabático de três anos do mundo acadêmico. “Acho que todos da academia e da indústria deveriam fazer isso como forma de ampliar seu conhecimento, foi uma experiência transformadora, pois brilhantes cientistas trabalhavam na indústria”.

Ele contou que experiências negativas podem trazer novas oportunidades de carreira e desafios, sendo que sua mudança para os Estados Unidos na década de 90 aconteceu devido a uma necessidade de buscar melhores tratamentos para sua esposa, que estava com câncer. “A mudança possibilitou entrar em contato com empresas norte-americanas que deram suporte à minha pesquisa”, lembrou. Após uma vida acadêmica premiada seu novo desafio são duas startups a Clycladex, que desenvolveu uma tecnologia para extração de ouro de forma mais sustentável, sem o uso de mercúrio e cianeto e a PanaceaNano, que desenvolve soluções nas áreas de energia, nano-eletrônica, nano-biotecnologia e nano-materiais.

O presidente do Conselho Diretor da Abiquim e diretor-presidente da Elekeiroz, Marcos De Marchi, contou que a Abiquim ficou honrada de ser a co-organizadora do Congresso Mundial de Química atendendo ao convite da SBQ. “Estou convicto que a inovação na química depende da parceria entre academia e indústria e temos que chegar a uma relação mais próxima. Este evento é um excelente começo e sinal de que estamos na direção certa. Temos em comum a busca pela pesquisa e inovação da química no Brasil, que tornará a química nacional uma das mais brilhantes nos próximos anos aumentando a produção científica e tecnológica e transformará nossas empresas nas mais competitivas do mercado gerando mais empregos e benefícios para a sociedade brasileira”.

Segundo o presidente da Sociedade Brasileira de Química (SBQ), professor Aldo Zarbin, o evento uniu a indústria química e academia, o que já ocorre nos últimos anos. “Isso é um sinal de que estamos enxergando as coisas como elas devem ser. A academia (universidades brasileiras) produzem mais que 2% de toda a ciência química produzida no mundo, somos o 15º País em produção de artigos acadêmicos em química, com uma inclinação da curva muito positiva, o número de publicações na área química no Brasil cresce mais que a média mundial. A oitava maior indústria química do mundo e uma academia como essa não podem ficar separadas e a SBQ é responsável por fazer essa ligação. Nossos laços estão cada vez mais estreitos”, afirmou.

O Seminário Abiquim de Tecnologia e Inovação teve quatro painéis principais: ‘Soluções Tecnológicas da Química para o Setor de Óleo & Gás’, ‘Desafios da Biotecnologia Industrial no Brasil’, ‘O Setor Químico e a Indústria 4.0’ e ‘Venture Capital como Mecanismo de Fomento à Inovação’. A programação também contou com as palestras: ‘Tecnologias de Conversão de Biomassa para Combustíveis, Químicos e Materiais’, ‘Status da Regulamentação do Novo Marco Legal de C, T&I’, ‘EMBRAPII – Apoiando a Inovação na sua Empresa’, e ‘Tecnologia e Inovação para Superar Desafios Globais e Escassez de Água’.

Atendendo a um convite da Abiquim, Sir Fraser Stoddart também participou de uma reunião com representantes da Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos (Abihpec) e de empresas associadas da Abiquim na sede da associação química, na manhã do dia 14 de julho. E explicou aos participantes as vantagens e as aplicações nas áreas farmacêutica, alimentícia e de cosméticos das soluções desenvolvidas pela PanaceaNano.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *