Oi Futuro lança projeto Gira Brasil para conscientizar cidadãos sobre a coleta seletiva


    |

|     terça-feira, 19 de junho de 2012 [Nenhum Comentário]


O Brasil ganha um movimento artístico de reciclagem urbana que promete consolidar meios viáveis de logística reversa, uma Reciclagem 360°: é o Gira Brasil, que conta com o patrocínio da Oi, Bombril e Azul, e apoio cultural do Oi Futuro, e foi idealizado pelos empresários Renato Becker, Ricardo Sampaio e Marina Renault, que trouxeram para o projeto a mais ampla e eficiente logística de reciclagem - pesquisada pessoalmente nos países mais avançados no assunto - marketing e relacionamento, respectivamente. "O Gira Brasil é uma iniciativa criativa idealizada no Brasil e feita para o mundo", explica Becker.

O movimento tem um caráter educativo onde se destacam coletores artísticos para a recepção de materiais recicláveis, que propõem uma nova relação entre o consumidor e sua geração de resíduos. O formato dos coletores, representando uma casa, sugere a ideia de que a reciclagem de fato começa dentro das residências. As características técnicas de engenharia presentes nos coletores produzem uma didática e eficaz coleta seletiva de resíduos.

O objetivo do Gira Brasil é ser uma grande campanha socioambiental para engajar a população na prática da reciclagem. "Teremos um hotsite exclusivo com informações sobre os Eco Pontos e os mandamentos da reciclagem, além de esforços em redes sociais, como o Facebook, onde as pessoas darão check in nos Eco Pontos e poderão ganhar prêmios dos patrocinadores", completa Ricardo Sampaio.

Outra ferramenta de divulgação do projeto é o engajamento de celebridades para uma campanha social. Entre as mais de 40 personalidades envolvidas estão Adriane Galisteu, Paola de Oliveira, Paulinho Vilhena, Rodrigo Faro, Marcelo Faria e Marisa Orth.


Como funciona o Gira Brasil


No início de junho, o Gira Brasil instalou 50 Eco Pontos na cidade de São Paulo e agora, seguindo o processo de expansão nas principais capitais brasileiras, o projeto chega ao Rio de Janeiro com mais 50 pontos que ficarão por três meses em parques e locais de grande visibilidade da cidade. A arte é um dos pontos fortes do Gira Brasil, traduzindo sensibilidade e legitimidade a esta proposta educativa. Os Eco Pontos são obras de arte assinadas por diferentes artistas visuais selecionados por sua qualificação e importância, assim como o seu engajamento e mobilização com o projeto.

Para a seleção dos artistas foi formado um Comitê com curadoria de Bia Duarte e Vicente Negrão, que elegeram 50 artistas para o projeto. Entre eles estão Anna Guerra, André Crespo, Ana Pana, André Diniz, Claudio Vaz, Chivitz, Carlos Kayal, David Amen, Daniel Almeida, Daniel Azulay, Charles Chaim, Dalmau, Federico Guerreros, Felipe Morozini, Glauco Diogenes, Gustavo Rosa, Ivaldi Granato, Joao de Souza, Kobra, Marta Loureiro, Mario Santiago, Minhau, Presto, Thais Ueda, Thais Beltrame, Valentino Fialdine e Zezao.

A coleta seletiva do Gira Brasil resgatará diariamente o material e o enviará para a reciclagem, valendo-se de parceiros como a Cooperativa Trabalhadores Autônomos Mãos Unidas de Benfica - COOTRAMUB. Para o Gira Brasil, a TKS Sustentabilidade criou a marca Reciclagem 360°, que consiste em iniciativas que fazem parte de todo o ciclo de reciclagem.


Após os três meses do projeto, as obras de arte serão comercializadas em um evento de arte beneficente em prol a um planeta mais limpo.


Estrutura coletores


São coletores especiais feitos em formato de casa para simbolizar a idéia de que "reciclagem começa dentro de casa" e também para consolidar uma nova referência de valor no lugar do lixo. As bocas coletoras são divididas em:

-   Papel, plástico, metal e longa vida

-   Vidro

-   Celulares e baterias

-   Boca kids - em altura menor, para que as crianças também possam participar ativamente

Relatório geral de resultados - um serviço de auditoria ambiental rastreará os resíduos (por amostragem) para gerar relatórios a serem publicados de acordo com os seguintes critérios:

-   Quantidades e tipos de materiais coletados e suas destinações adequadas;

-   Beneficiários das cooperativas;

-   Vencedores de prêmios;

-   Artistas e entidades beneficiadas com a venda das obras de arte no leilão;

-   Clipping de mídia espontânea, com análises de retorno sobre investimento;

-   Relatório de sustentabilidade com mais de 80 indicadores, gráfico radar e diagnóstico para  inovações e melhoria contínua (PDCA) do projeto.


Comentários

Nenhum comentário ainda. Seja o primeiro!

Comentário

Nome: 

E-mail:


Os comentários estão sendo moderados, não há necessidade de re-enviar. Em breve o comentário estará disponível!

O e-mail não será exibido!
< Voltar

Publicidade





Formas de Pagamento

PagSeguro

Newsletter

Nome:

Email:

Desejo receber informativos dos parceiros da Revista Meio Ambiente Industrial

Social