Livro traz as principais ideias dos grandes pensadores da Sustentabilidade


    |

|     quinta-feira, 15 de março de 2012 [3 Comentário(s)]


Especialistas e interessados na temática prestigiaram o lançamento do livro, no auditório do Itaú, na sede da FGV, em São Paulo, SP

 O Instituto Jatobás e a Editora Peirópolis lançaram no dia 12 de março de 2012, na Fundação Getulio Vargas (FGV), em São Paulo, a versão em português de uma das mais relevantes obras sobre sustentabilidade: Os 50 mais importantes livros em sustentabilidade. Com mais de 350 pessoas presentes, o encontro, feito em parceria com o Laboratório de Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas (FGV-LabIES), discutiu sustentabilidade e um dos principais temas da Rio+20: "Os novos rumos para Economia Verde".

Durante a mesa de abertura, Betty Feffer e Luiz Alexandre Mucerino, presidente e vice-presidente do Instituto Jatobás, contaram um pouco sobre a formação do Instituto e seu trabalho na construção de caminhos para a sustentabilidade, destacando a importância da ampliação da consciência, da in-formacão (informação tornada viva) e do entendimento da Terra como una. Tal visão foi compartilhada pelos também participantes da mesa, Eduardo Jorge Martins Alves Sobrinho, Secretário Municipal do Verde e do Meio Ambiente de São Paulo e Christina Carvalho Pinto, presidente do grupo Full Jazz e do portal Mercado Ético que, respectivamente, ressaltaram a importância de atuarmos no "glocal" e de nos conectarmos uns aos outros e com a natureza. Paulo Groke, diretor de meio ambiente do Instituto EcoFuturo, chamou a atenção para o fato de que já existem ideias e propostas para a sustentabilidade, como demonstra o livro, dizendo que agora precisamos colocá-las em ação para que, no próximo livro, encontremos um conteúdo que fale sobre "A vitória do Homo Sapiens" e como a humanidade conseguiu superar seus problemas e alcançar a sustentabilidade. Outro ponto importante destacado por Ademar Bueno (coordenador do Laboratório de Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade da FGV-SP) e Pedro Américo Frugoli (diretor do Instituto de Ciências Exatas e Tecnologia da UNIP-SP) foi o papel das universidades e do centros acadêmicos para ampliar os estudos em relação ao tema e das parcerias entre universidades e projetos de formação, cooperação e laboratório voltados aos alunos.

Após a abertura, a advogada, doutora em gestão pública e especialista em sustentabilidade, Rachel Biderman apresentou um painel com os principais temas levantados no livro fazendo um paralelo com os dois grandes temas que estarão em discussão na Rio+20: economia verde no contexto do desenvolvimento sustentável e erradicação da pobreza e estruturação institucional para o desenvolvimento sustentável. Além disso, reforçou o papel do indivíduo no processo falando da importância da "autoconvocação" para a mudança do coletivo.

A mesa final começou o debate com Annelise Vendramini (consultora em gestão estratégica para a sustentabilidade e finanças sustentáveis), que colocou a redefinição de "valor" como uma das questões-chave para a implantação de processos e práticas sustentáveis. Biagio Giannetti (coordenador de P+L e Ecologia industrial da pós-graduação em engenharia de produção da UNIP-SP), Jorge Pinheiro Machado (presidente da Greenovation Initiative), Jorge Soto (diretor de desenvolvimento sustentável da Braskem) e Samuel Barreto (coordenador do programa Água para a Vida da WWF Brasil), trouxeram suas experiências em suas organizações enriquecendo o debate com ideias sobre engenharia, cidade verde, responsabilidade corporativa, práticas sustentáveis na cadeia de produção, políticas públicas e pagamentos por serviços ambientais. João Salvador Furtado (conselheiro do Instituto Jatobás) finalizou o debate lembrando que mais do que Economia Verde, que prevê o "esverdeamento" da economia, precisamos buscar uma Economia Azul, da cor da Terra, que relembre e transmita o sentido de interdependência e coletividade, traduzidos em respeito à capacidade de carga do planeta, equidade social e desenvolvimento econômico com responsabilidade,

 Sobre o livro

 O livro Os 50 mais importantes livros em sustentabilidade é a versão em português da obra The Top 50 Sustainability Books, de Wayne Visser, que em 2008 iniciou o ambicioso projeto de identificar os livros mais influentes sobre sustentabilidade de acordo com 3.000 líderes e ex-alunos do Programa de Sustentabilidade da Universidade de Cambridge (Cambridge Programme for Sustainability Leadership - CPSL). Além da sinopse os 50 livros, a obra traz ainda entrevistas, biografias dos autores e a compilação de suas descobertas em uma resenha acessível. Entre os importantes pensadores mundiais presentes no livro, estão Aldo Leopold, Rachel Carson, Joseph Stiglitz, Herman Daly, Jeffrey Sachs, Buckminster Fuller e E.F. Schumacher.

 No intuito de democratizar o acesso à publicação, das 6.000 cópias impressas, 4.000 serão distribuídas gratuitamente para entidades educacionais, 3° setor e poder público e 2.000 comercializadas a preço de custo, R$30,00, nas principais livrarias de todo Brasil e no site da Editora Peirópolis (www.editorapeiropolis.com.br).

 A iniciativa faz parte da campanha do Instituto Jatobás "O que é Sustentabilidade?", que visa contribuir para a difusão e discussão dos principais conceitos e práticas sobre o tema aproximando-o das pessoas e promovendo a educação para a sustentabilidade. Mais informações no site www.institutojatobas.org.br/sustentabilidade.



Parceiros da iniciativa

Coedição: Instituto Jatobás e Editora Peirópolis

Patrocínio: Braskem

Copatrocínio: WWF e UNIP - Universidade Paulista

Apoio Institucional: Universidade de Cambridge, FGV LabIES - Laboratório de Inovação, Empreendedorismo e Sustentabilidade da Fundação Getúlio Vargas, PROGESA - Programa de Gestão Estratégica Socioambiental da Universidade de São Paulo, Secretaria do Verde e Meio Ambiente do Município de São Paulo, Governo de Minas Gerais, Consulado Britânico, Global Footprint Network, TNC - The Nature Conservancy, Greenovation, Instituto EcoFuturo, Instituto Verdescola, Praça Victor Civita, Instituto Saúde e Sustentabilidade, Instituto EcoAnima, IBGC -Instituto Brasileiro de Governança Corporativa, Associação Brasileira dos Profissionais de Sustentabilidade - Abraps, Mercado Ético, Palas Athena, Fórum de Líderes, Shift agentes transformadores, Fundação Estadual do Meio Ambiente, ABCDE Ambiente Brasil, Ambientação - educação ambiental em prédios público de MG e Virada Sustentável.

Informações à imprensa

Conversa Sustentável

11 2501.4064 / 11 4108 4064 - Vivian Blaso

imprensa@conversasustentavel.com.br


Links Patrocinados

Comentários

  • zacarias da silva filho 17/03/2012 23:34:43 Ótima iniciativa do Instituto Jatobás junto com a FGV e colaboradores. Precisamos difundir o que existe e o que já foi estudado sobre práticas sustentáveis. O poder público, os três entes federados, precisa priorizar iniciativas com essa e promover sua ampla divulgação.
  • carlos roberto g. campos 16/03/2012 15:38:48 Parabens pela iniciativa de tornar mais acessivel as ideias de sustentabilidade ja praticadas la fora.
    Como trabalho de Engenmheiro Agronomo e por estar junto a entidade publica, secretaria de meio ambiente, casa de agricultura em vias de municipalização de Itapecerica da Serra, como poderia conseguir um exemplar para esta Casa de Agricultura?
    Desde ja agradecido pela atençao att Carlos
  • Augusto Fernandes de Araújo 16/03/2012 15:01:06 Excelente,

    Senhores, apostemos tudo, pelos Rumos da Econômia Verde.
    Parabéns!
    Cordialmente,
    Augusto.
First 1 Last 
Comentário

Nome: 

E-mail:


Os comentários estão sendo moderados, não há necessidade de re-enviar. Em breve o comentário estará disponível!

O e-mail não será exibido!
< Voltar

Agenda de eventos


Publicidade





Formas de Pagamento

PagSeguro

Newsletter

Nome:

Email:

Desejo receber informativos dos parceiros da Revista Meio Ambiente Industrial

Social