Home Seções Educação Ambiental Seminário vai discutir o financiamento da Educação Ambiental
0

Seminário vai discutir o financiamento da Educação Ambiental

0
0

funbeaO Fundo Brasileiro de Educação Ambiental (FunBEA), em parceria com o Instituto Ecoar, a Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong) e o deputado federal Nilto Tatto realizarão no dia 10 de outubro o Seminário Caminhos para o Financiamento da Educação Ambiental. O evento, que conta com apoio do Serviço Social do Comércio (Sesc), será realizado no Sesc Consolação.

O seminário é voltado para gestores/as públicos, gestores/as de órgãos de fomento/financiadores, educadores/as ambientais, membros da sociedade civil organizada e demais interessados na área. Para participar, é preciso inscrever-se pelo e-mail contato@funbea.org.br.

O evento tem o objetivo de construir uma agenda propositiva sobre alternativas de financiamento da Educação Ambiental, tendo em vista maior disponibilidade de recursos e as melhores formas de gestão. Diversos especialistas no assunto já confirmaram presença nas mesas do evento.

Pela manhã, haverá a mesa de abertura “Diagnóstico e importância da disponibilidade de recursos para Educação Ambiental”, que contará com a participação do secretário Nacional de Meio Ambiente, Edson Duarte; da diretora do Departamento de Educação Ambiental do Ministério do Meio Ambiente (DEA/MMA), Renata Maranhão; do representante do FunBEA e do Observatório Brasileiro de Monitoramento e Avaliação de Políticas Públicas de Educação Ambiental (ObservaEA), Marcos Sorrentino; e dos deputados Nilto Tatto e Bruno Covas. Tatto é relator da Comissão de Meio Ambiente da Câmara Federal, do Projeto de Lei 1.228/2015, de criação do Fundo Nacional de Educação Ambiental.

Em seguida, será realizada a mesa “Aporte de recursos, governança e aspectos legais de fundos de financiamento públicos e privados, e os impactos do novo marco regulatório das Organizações da Sociedade Civil (MROSC)”. Comporão esta mesa representantes de fundos públicos, como o Fundo Estadual de Recursos Hídricos (Fehidro) e o Fundo Público Municipal (Fema), e privados, como o Fundo Brasileiro para a Biodiversidade (Funbio) e o FunBEA, cuja presidente, Rachel Trajber, fará a moderação da mesa.

No período da tarde, haverá a apresentação da sistematização das apresentações da manhã e a construção de agenda propositiva em grupos e plenária.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *