Home Notícias Reúso de água ganha importância na agenda empresarial brasileira
0

Reúso de água ganha importância na agenda empresarial brasileira

0
0

reuso-de-aguaA crise hídrica de São Paulo e de outros estados brasileiros colocou a questão da água na pauta global das empresas. O cenário restritivo tem favorecido, cada vez mais, o reúso interno de efluentes e levado as empresas a buscarem soluções mais eficientes no uso da água.

Entidades corporativas, como a CNI, incentivam que uma adequada e eficiente regulamentação dessas práticas permitirá alavancar negócios no setor e, ao mesmo tempo, reduzir a pressão sobre a matriz hídrica.

As tecnologia capazes de garantir a qualidade de água para o reúso, assim como a combinação de sistemas e equipamentos, tais como clarificação, filtração, membranas, carvão ativado, ultravioleta, entre outros, criam oportunidades de negócios e investimentos em prol da sustentabilidade hídrica para toda a sociedade.

 

Em razão do Dia 22 de Marco – Dia Mundial da Agua – o setor empresarial, representado pela CNI – Confederação Nacional da Indústria, divulgou um comunicado defendendo a regulamentação de mercado de reúso de água.

O incentivo ao investimento privado nos serviços de tratamento e comercialização de esgotos tratados como água de reúso é a principal proposta CNI para aperfeiçoamento da regulação do uso de fontes alternativas de abastecimento de água. Tramitam no Congresso Nacional 15 projetos de lei que tratam da regulação do tema, que envolvem reúso de efluentes, dessalinização e captação de água de chuva.

Para a CNI, uma adequada e eficiente regulamentação dessas práticas permitirá alavancar negócios no setor e, ao mesmo tempo, reduzir a pressão sobre a matriz hídrica. A disseminação do uso de fontes alternativas de água para abastecimento industrial também tem o potencial de reduzir a exposição das empresas aos riscos associados com a água.

Atualmente, as indústrias brasileiras têm adotado em larga escala o reúso interno de efluentes tratados. Dados da CNI mostram que a recirculação de água atinge patamares de mais de 90% no setor siderúrgico e índices elevados nos setores químicos e petroquímicos, entre outros. Além da recirculação interna, as empresas passam também a se engajar em projetos de reúso de efluentes domésticos tratados.

As tecnologia capazes de garantir a qualidade de água para o reúso, assim como a combinação de sistemas e equipamentos, tais como clarificação, filtração, membranas, carvão ativado, ultravioleta, entre outros, criam oportunidades de negócios, além de que o reúso de água vem provando ser uma solução sustentável, tanto em termos econômicos, como em questões sociais e ambientais, em diversos contextos da sociedade brasileira.

Com espaço exclusivo para o assunto, a XVIII FIMAI ECOMONDO Brasil – Feira Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade, que acontece nos dias 4, 5 e 6 de outubro de 2016, no Pavilhão Verde do Expo Center Norte, em São Paulo, SP, vai reunir diversos prestadores de serviços, fabricantes e consultores atuantes no mercado de tratamento de efluentes e reúso de água em níveis nacional e internacional.

O objetivo da FIMAI ECOMONDO BRASIL é apresentar equipamentos e soluções tecnológicas avançadas, já utilizadas no mercado internacional, e difundir os principais conteúdos para a formação especializada em prol do desenvolvimento de processos e sistemas de produção sustentáveis contemplando Água, Resíduos, Energias Renováveis, Emissões, Laboratórios, Equipamentos, Recuperação de Áreas Contaminadas, Tecnologias, Economia Verde, entre outros.

Serviço
Local: Expo Center Norte – Pavilhão Verde
Rua José Bernardo Pinto, 333 – Vila Guilherme – CEP: 02055-000
São Paulo-SP
Horário: das 13h às 20h
Data: 4, 5 e 6 de Outubro de 2016
Site: www.fimai.com.br/
Entrada franca. Os seminários são pagos, com inscrições prévias no site

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *