Home Seções Economia Verde Pesquisa demonstra nível de Eco cidadania do brasileiro

Pesquisa demonstra nível de Eco cidadania do brasileiro

0
0
As marcas que ajudarem a propagar a voz da “onda verde” serão mais consideradas pelos consumidores

No dia 05 de Junho, quando é comemorado o Dia Mundial do Meio Ambiente, fica mais latente a preocupação de todos com o futuro do planeta, bem como com as medidas que possam minorar os danos daquilo que se consome e se utiliza. Para entender melhor como a sociedade brasileira vem se posicionando com relação à preocupação ambiental, a GfK foi descobrir  quais as tendências de comportamento do consumidor brasileiro que mais ganharam importância nos últimos anos.

De acordo com a GfK, os consumidores pesquisados são agrupados seguindo uma escala de valores em relação à vida (*). Entre os sete grupos avaliados, o Socialrationals (perfil dos que veem o mundo como um grande e diversificado lugar, onde as diferenças devem ser celebradas e respeitadas) é aquele no qual mais cresce essa preocupação de forma consistente no Brasil e revela um comportamento mais focado em responsabilidade e tolerância social. 78% deles esperam que marcas e empresas devam ter responsabilidade ambiental; 70% declaram que se sentem culpados quando fazem algo que desrespeita o meio ambiente e também 70% afirmaram que procuram por marcas que tenham responsabilidade ambiental.

Outro fator que mostra o engajamento dos consumidores com o meio ambiente é que quase 50% leem rótulos de produtos de algumas categorias (alimentos, cuidados pessoais e limpeza da casa) buscando informações relacionadas à sustentabilidade, tais como: se são naturais ou produzidos com ingredientes naturais, se são livres de transgênicos, se são produzidos usando práticas sustentáveis em seus processos e se são orgânicos.

Ainda surfando a “onda verde”, a tendência de comportamento que ganhou bastante relevância no Brasil, entre as 12 que foram mapeadas, é aquela classificada como “Eco cidadania”. Ela que cresce substancialmente de 2012 para 2016, tornando-se a maior tendência atualmente no Brasil. O que a caracteriza é a mudança de comportamento para reduzir o impacto pessoal sobre o meio ambiente.

Para Eliana Lemos, diretora Regional para América Latina da área de Inovação da GfK, estudos como este apontam direções importantes para as empresas. “Essas tendências mostram que há uma grande oportunidade para as empresas se apropriarem cada vez mais do discurso “verde” em suas marcas e embalagens, que certamente são canais essenciais de comunicação com o consumidor” argumenta Eliana.

Ainda de acordo com o estudo da GfK, hoje, já são 41% dos consumidores esperam que as empresas forneçam produtos e serviços de qualidade e 40% acham que as empresas devem ser ambientalmente responsáveis. Segundo Eliana, há claros sinais no comportamento dos consumidores. “As marcas que ajudarem a propagar a voz da “onda verde” certamente serão mais consideradas pelos consumidores nas tomadas de decisão”, aponta a executiva. “Empresas podem elevar a discussão de conscientização ambiental com o consumidor mostrando os benefícios de consumir produtos que reduzam o impacto ambiental”, finaliza.

(*) De acordo com a GfK, os consumidores são agrupados seguindo uma escala de valores em relação à vida. São eles: Tradicionalists, Survivors, Archievers, Nurturers, Hedonists, Socialrationals e Self-directeds.

 

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *