Home Seções Economia Verde Juntos, Lenine e WWF-Brasil promovem restauração florestal
0

Juntos, Lenine e WWF-Brasil promovem restauração florestal

0
0
O cantor pernambucano se junta à ONG para dar visibilidade ao Desafio Ambiental; a finalidade é de estimular negócios sustentáveis, reconhecer inovações, iniciativas sociais e ferramentas que fomentem a sustentabilidade e que apoiem a restauração florestal em harmonia com questões sociais

Em uma iniciativa de trazer melhorias ao meio ambiente, o WWF-Brasil lançou em junho o Desafio Ambiental: inovação e empreendedorismo em restauração florestal, com o intuito de apoiar o País a atingir suas metas de restauração e, ao mesmo tempo, dar visibilidade a iniciativas pioneiras. E para ajudar nessa ação, o cantor Lenine se uniu ao WWF-Brasi para chamar atenção à causa. As inscrições são até 9 de agosto.

Esta não é a primeira vez que o cantor pernambucano e o WWF-Brasil se unem. Em 2008, o cantor participou das comemorações pelo Dia da Amazônia e do 12º aniversário da ONG, em Manaus.
Engajado em causas ecológicas, aceitou de prontidão participar desta ação que tem suas inscrições abertas até o dia 9 de agosto. Para o Diretor Executivo do WWF-Brasil, Maurício Voivodic, “há bastante sinergia entre os valores do Lenine e com os da organização, devido ao posicionamento ecológico dele e do seu envolvimento com a ‘causa verde’”. E continua: “Queremos encontrar e promover o empreendedorismo e a inovação no setor privado para que a restauração florestal ganhe escala e se multiplique nas propriedades rurais brasileiras. Ao mesmo tempo, queremos popularizar o tema de restauração que é de interesse público, e essa conexão com o público ganha força com a presença do Lenine junto com a gente”, ressalta Voivodic.

Lenine iniciou em 2015 o projeto Carbono, inspirado no elemento químico conhecido como a “base da vida”. Nesse álbum, o cantor demonstra a importância com os impactos ambientais gerados pelo homem e a importância de freá-los. O abraço de um ídolo da música brasileiro à essa ação é de extrema importância para levar essa oportunidade ao público e, também, expandir o debate sobre temas tão importantes como o de conservação ambiental.

Sobre o Desafio Ambiental

É um concurso que vai mapear, conectar, impulsionar e premiar iniciativas que restauram biomas brasileiros por meio de modelos inovadores e sustentáveis. A ação combina os universos da restauração florestal e do empreendedorismo de impacto e inovação, visando não só premiar financeiramente as ideias selecionadas, mas criar uma rede de colaboração entre as diversas iniciativas que acontecem no Brasil hoje, impulsionando o ecossistema de restauração.

Dentro da prática de restauração florestal, o concurso busca reconhecer: projetos de campo; modelos de negócios que viabilizem a recuperação de áreas degradadas; metodologias ou modelos inovadores; iniciativas sociais que promovam a restauração florestal e sua cadeia; tecnologias e startups.

O período para envio de projetos será de 9 de junho até 9 de agosto de 2017. As propostas serão selecionadas por júri técnico e júri popular. O primeiro corpo de jurados será composto por um (1) representante de cada um dos parceiros do desafio, enquanto que o júri popular está aberto a qualquer pessoa física, sendo um voto para cada CPF.

Na primeira fase do concurso, serão selecionadas até oito propostas para a realização de uma imersão com o Impact HUB a fim de impulsionar seu projeto. Em homenagem ao Dia da Árvore, a premiação vai ocorrer no dia 21 de setembro e os prêmios serão distribuídos da seguinte forma:

a. 1º lugar – júri técnico: participação da imersão e mentoria. R$ 5.000,00 em dinheiro e mais participação do Empretec (SEBRAE).
b. 2º lugar – júri técnico: participação da imersão e mentoria. R$ 3.000,00 em dinheiro e mais participação do Empretec (SEBRAE).
c. 3º ao 8º lugar: participação da imersão e mentoria.
d. 1º lugar – júri popular – R$ 2.000,00 em dinheiro.

Por que restaurar?
A restauração florestal é uma prática importante para a manutenção dos ecossistemas. Essa técnica recupera áreas degradadas visando restabelecer sua estrutura e função ecológica, com melhoria da qualidade e quantidade dos recursos hídricos, fixação de carbono, regulação climática e conservação da biodiversidade, entre outras.

E, atualmente, surge como ferramenta de contraponto à preocupação com as questões ambientais, e em particular, com o aquecimento global e com a possibilidade de ocorrerem mudanças do clima nos próximos anos.

O Brasil se configura entre os principais países produtores e exportadores de produtos agropecuários, com mais de 300 de milhões hectares destinados à agropecuária, segundo o IBGE. Contudo, esse setor também responde por grande parte das emissões brasileiras de GEE (gases de efeito estufa), os quais são responsáveis diretamente pelo aquecimento global.

“Nosso país se comprometeu a implantar ações e medidas que promovam o cumprimento de nossas metas no Acordo de Paris. Dentre elas, há o compromisso de recuperar 15 milhões de hectares de pastagens degradadas e reflorestar 12 milhões de hectares. Todavia, a estrutura hoje disponível para esse fim não conseguirá atender essa demanda se não houver ingredientes extras como inovação e empreendedorismo”, comenta Mauricio Voivodic, diretor executivo do WWF-Brasil.

Imersão e planejamento colaborativo
Existem no Brasil inúmeras iniciativas que atuam em prol das florestas. São projetos de restauração e reflorestamento, agroflorestas, pequenos ou médios agricultores, startups de impacto, rede de sementes, povos e comunidades tradicionais e muitas outras iniciativas que geram renda, restauram ecossistemas e contribuem para reverter o já conhecido quadro de desmatamento e degradação.

O impacto em larga escala e verdadeiramente transformacional não pode ocorrer isoladamente, requer ação coletiva. A ideia é impulsionar os projetos envolvidos e, além disso, estimular a criação de caminhos de colaboração setorial e interssetorial.

Serviço
Desafio Ambiental: inovação e empreendedorismo em restauração florestal

  • Inscrições: até 9 de agosto de 2017
  • Realização: WWF-Brasil
  • Execução: Impact HUB
  • Apoio: SEBRAE, Ministério do Meio Ambiente, Pacto pela Restauração da Mata, Atlântica e Parque Nacional da Tijuca

Mais informações: www.desafioambiental.org

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *