Home Notícias Grupo Maeda Recicla promove logística reversa e preservação do meio ambiente

Grupo Maeda Recicla promove logística reversa e preservação do meio ambiente

por redação
RMAI

Grupo destina corretamente mais de 360 toneladas de resíduos sólidos entre papelão, ferro e alumínio

2022 marca o ano em que o Ministério do Meio Ambiente emitiu o decreto aprovando o Plano Nacional de Resíduos Sólidos (Planares), com diagnóstico, cenários, metas, diretrizes, estratégias e ações, entre outros, visando à melhoria da gestão e do gerenciamento de resíduos sólidos no Brasil. O documento aponta que no período compreendido entre 2017 e 2018 houve aumento na geração de resíduos sólidos urbanos em todas as regiões do país e, segundo o Panorama da Abrelpe 2018/2019, a geração foi de 217 mil toneladas/dia no país, ou 79 milhões de toneladas/ano, com aumento de quase 1% em relação ao ano anterior. Hoje, apenas pouco mais de 2% desse montante são reciclados. A reciclagem é um dos pontos prioritários do Planares. A meta é que, já em 2024, 14% de todo o lixo produzido no país sejam reciclados e que, em 2040, o índice chegue a quase metade de todos os resíduos produzidos. Um dos grandes desafios para se atingir essas metas é a desigualdade da coleta seletiva Brasil afora.

É com este cenário que o Grupo Maeda Recicla acaba de ampliar sua atuação para agregar à sua capacidade a coleta e pré-beneficiamento de plásticos. Segunda geração à frente dos negócios da companhia, o CEO Leonardo Maeda de Carvalho explica a lógica para ajudar na destinação adequada de resíduos: “Começamos com papelão no início da década de 90, depois passamos  a trabalhar também com ferro, metais nobres e agora adicionamos o plástico. Para as empresas é um grande benefício, pois o que seria um passivo ambiental acaba sendo uma fonte de receita. “Além de comprarmos a sucata da empresa, também fazemos a retirada do material do local e garantimos uma destinação do material, com todas as certificações”, completa Leonardo.

Coleta de resíduos

 

Outra vantagem é poder alinhar e coordenar a coleta com um único agente que recolha os diversos materiais, do contrário ela precisa recorrer a um fornecedor distinto para cada um” afirma o empresário. A empresa compra resíduos, principalmente, grandes produtores industriais e faz toda a logística para entregar o material já pré-processado de volta à indústria de base, como siderúrgicas e produtoras de celulose.

Mensalmente, já são cerca de 800 toneladas de resíduos, vindos de 54 empresas diferentes, alimentando este ciclo e a meta do Grupo Maeda Recicla é atingir cinco mil toneladas até 2024. Para isso, a empresa dispõe de três unidades contando com compactadores específicos para cada tipo de material e uma frota de caminhões para o transporte desde a coleta até a entrega final. Só em maio de 2022, o Grupo Maeda Recicla, comprou mais de 200 toneladas de ferro, aproximadamente 150 toneladas de papelão e 12 toneladas de alumínio.

 

Logística Reversa

Mais do que um serviço de coleta, o Grupo Maeda Recicla também orienta e auxilia as empresas geradoras de embalagens em geral a aplicar a logística reversa. “Recolhemos todas as embalagens não utilizadas e pré-beneficiamos, então as embalagens são inseridas novamente na indústria como matéria-prima. Com isso, a empresa deixa de gerar um passivo ao meio ambiente, para se tornar uma empresa ecológica e sustentável”, afirma Leonardo.

Compartilhar
0 comentário

Posts relacionados

Deixe um Comentário