Home Notícias Estudo apresenta potencial de empregos no setor de eficiência energética
0

Estudo apresenta potencial de empregos no setor de eficiência energética

0
0

Dados mostram que o setor tende a crescer muito nos próximos anos e que profissionais que se qualificarem para atuar nesse ramo terão melhores oportunidades no mercado de trabalho

O Ministério de Minas e Energia (MME) lançou, dia 21 de março, em Brasília (DF), um estudo inédito sobre o mercado de trabalho na área de eficiência energética. O documento, intitulado “Potencial de Empregos Gerados na Área de Eficiência Energética no Brasil de 2018 até 2030”, integra o projeto Sistemas de Energia do Futuro, fruto de acordo de cooperação bilateral entre o Brasil e a Alemanha, mais especificamente a Agência de Cooperação Alemã – GIZ. O documento tem como objetivo principal, estruturar, gerar e apresentar informações sobre a quantidade de empregos existentes hoje na área de eficiência energética no Brasil, bem como projetar o potencial de geração de empregos nessa área, até o ano de 2030.

Foto: Shutterstock

“O Brasil é realmente um país abençoado por Deus. Porém, não basta ser abençoado. Tem que ter planejamento, como este estudo que estamos lançando hoje”, lembrou o Ministro do MME, Bento Albuquerque. “E por isso temos que saber como melhor empregar nossos recursos em benefício da sociedade e do mundo”, acrescentou. “Assim, cada vez mais estaremos mais eficientes para dar à sociedade condições para o desenvolvimento sustentável, conservando o meio ambiente e tornando o mundo melhor”, destacou Bento Albuquerque.

O lançamento do estudo foi seguido de um debate que contou com a participação de representantes do MME, do SENAI, do Ministério da Educação, do Sindicato da Construção Civil – Sinduscon/SP, da Confederação Nacional da Indústria – CNI e da Mitsidi Projetos e International Energy Initiative-IEI Brasil, entre outros participantes ligados aos setores de educação, indústria e energia.

O presidente da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (Abesco), Alexandre Moana, foi um dos especialistas presentes no lançamento. Segundo ele, o estudo, divulgado de maneira inédita durante o Congresso Brasileiro de Eficiência Energética (COBEE) de 2018, aponta que, até o final da próxima década, mais de 1,2 milhão de empregos devem ser gerados no país por meio do setor. O objetivo do encontro foi debater o prognóstico necessário para que o Brasil atinja a meta de 10% assumida no Acordo de Paris, de 2015.

“Este estudo foi feito com uma participação bastante ativa da Abesco. As ESCOs associadas responderam à pesquisa feita pelos organizadores do estudo, fornecendo dados bastante significativos. Diante o que foi apresentado, podemos perceber a relevância das ações de Eficiência Energética para o aspecto de empregos no Brasil”, destacou Moana.

Conforme já divulgado em 2018 pela Abesco, para 2020, a projeção estima 482,4 mil postos de trabalho em Eficiência Energética, e 871,1 mil até 2025. O material integra o projeto Sistemas de Energia do Futuro, gerado por meio do acordo de cooperação entre o Brasil e a Alemanha pela Agência de Cooperação Alemã (GIZ).

Confira o estudo completo no link: http://www.mme.gov.br/documents/10584/0/Empregos-EE_28022019+%28002%29.pdf/37fed53b-61fb-429b-bf4d-c9432ac44b5b

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *