Home Seções Eficiência Energética Documentário vai mostrar força da energia solar

Documentário vai mostrar força da energia solar

0
1
Empresário vai percorrer 3.500 km com veículo elétrico para gravar o documentário #MOVIDOSPORENERGIASOLAR
Empresário vai percorrer 3.500 km com veículo elétrico para gravar o documentário #MOVIDOSPORENERGIASOLAR

O empresário Luis Otávio Colaferro, sócio da Blue Sol – Energia Solar, inova mais uma vez no setor e vai colocar no ar, em breve, o web documentário: #MOVIDOSPORENERGIASOLAR. As gravações tiveram início em 18 de março e já passaram pelas cidades de Ribeirão Preto, Catanduva e Andradina, todas localizadas no interior do estado de São Paulo. De acordo com Colaferro, o objetivo do documentário é mostrar a força da energia solar e conscientizar mais de 1 milhão de brasileiros sobre o poder de gerar sua própria energia.

Para isso, o próprio empresário vai percorrer cerca de 3.500 km, passando por mais ou menos 23 cidades que compõem os estados da região sudeste do Brasil a bordo de um BMW i3, veículo elétrico concedido para o projeto por meio de uma parceria com a Eurobike, que será recarregado sempre em pontos onde a energia é produzida em sistemas solares fotovoltaícos, daí o nome #MOVIDOSPORENERGIASOLAR.

Segundo Colaferro, em cada uma das cidades visitadas será feito um pitstop para reabastecimento do carro. “A ideia é visitar residências e empresas que geram a sua própria energia por meio de um sistema de energia solar fotovoltaíca e abastecer nosso carro com a energia elétrica produzida por esses sistemas. Além disso, vamos conversar com essas pessoas e conhecer histórias inspiradoras de como a energia solar transformou essas vidas”, explica.

Além disso, também será possível ligar essas histórias ao processo de geração da própria energia, tornado o entendimento sobre a energia solar fotovoltaica mais simples e didático. “Isso sem contar que será possível eliminar possíveis objeções sobre a energia solar ao apresentar oportunidades relacionadas à tecnologia e conceito, identificar o perfil e as características de quem usa a energia solar, como acontece o consumo de energia, etc”, avalia o executivo.

A previsão é de que as gravações sejam finalizadas no mês de dezembro deste ano. Então, Luis Otávio Colaferro e a Blue Sol – Energia Solar vão reunir um material composto por 36 mini capítulos de 5 minutos cada; 12 capítulos com 20 minutos; um hotsite dedicado ao web documentário; dois canais no YouTube e dois canais no Facebook.

“Hoje, no Brasil, estamos próximos da marca dos 2.000 sistemas solares instalados em casas, empresas, escolas e outras instituições, que estão conectadas às redes das distribuidoras de energia. Isso torna a ideia de não ter que pagar mais pela conta de energia e combustível possível e viável, especialmente quando o carro elétrico se soma à tecnologia de geração própria de energia, no caso a solar fotovoltaíca. O abastecimento do veículo que estamos utilizando no documentário, o BMW i3 concedido pela Eurobike, é feito em tomadas simples de 110V ou 220V. No caso, estamos fazendo isso exclusivamente em locais onde a geração de energia elétrica é própria. Como essa energia vem direta ou indiretamente do sol, podemos dizer que somos literalmente movidos por energia solar”, finaliza Colaferro.

Na ponta do lápis

A maioria das pessoas que pensa em carro elétrico e energia solar, pondera sobre o investimento necessário e até arriscam dizer que faltam incentivos. As pessoas não sabem, no entanto, que os sistemas fotovoltaicos para casas e empresas oferecem, hoje, um retorno de investimento médio de 5 a 6 anos, ou seja, antecipa-se o custo de 5 anos de energia para ter 25 ou 30 anos de geração própria entregues ao consumidor. Trata-se de uma relação de custo benefício muito boa.

Há, também, linhas de financiamento para investir na geração própria muito similares aos valores de financiamentos de veículos. Pensando nisso, porque não financiar um sistema de geração de energia solar fotovoltaica e, com a economia de energia todos os meses, poupar para trocar de carro, por exemplo? O retorno do investimento é certo e é por isso que esse mercado cresce tanto no Brasil. Inclusive, seria viável até a compra de um carro elétrico. Neste caso, a economia seria ainda mais interessante: o consumidor não teria que pagar nem pela conta de energia e nem pelo combustível que vai deixar de ser consumido.

Mercado de energia solar fotovoltaica

A energia solar fotovoltaíca é, atualmente, uma grande tendência mundial e cresceu nos últimos 16 anos mais de 190 vezes em capacidade instalada. No Brasil, os esforços começaram em 2012, quando a Resolução Normativa 482, da ANEEL, passou a permitir que qualquer consumidor de energia elétrica gerasse sua própria energia. Nos dois últimos anos houve um crescimento da energia solar fotovoltaíca no país de aproximadamente 304%.

Colaferro avalia que o grande concorrente da energia solar ainda é a falta de conhecimento das pessoas a respeito da tecnologia solar e a ideia de que é cara e inviável. Por isso, a Blue Sol – Energia Solar alia a grande paixão dos brasileiros por carros esportivos e de luxo para chamar a atenção à tendência e promessa de não ter que se pagar mais por conta de energia elétrica e combustível fóssil. Um “empurrão” para a grande luta da sociedade moderna por ações mais sustentáveis e de combate ao aquecimento global.

Comment(1)

  1. Muito iteressante… Imagino o leque de oportunidades e possibilidades de prestação de serviços de instalação por exemplo, entre outros, que éste “novo mercado” poderá abrir. Parabéns pela iniciativa para sustentabilidade Global!

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *