Home Seções Eficiência Energética Com 84% de fator de capacidade fonte eólica atinge novo recorde de geração

Com 84% de fator de capacidade fonte eólica atinge novo recorde de geração

0
0

energia-eolicaSegundo dados do Operador Nacional do Sistema – ONS, na última segunda-feira, 12/10, a geração eólica verificada no Subsistema Nordeste foi responsável por mais um recorde, atingindo 3.689 MW às 08:24h, o que representou 46% da demanda deste Subsistema, com fator de capacidade de 84% .

Durante o ano de 2015 a fonte já havia superado seus índices de geração. Para o Nordeste a marca anterior era de 3.495 MW em 22/09, representando 35% do abastecimento e 83% em fator de capacidade. A região Sul do país também atingiu números relevantes sendo verificado no dia 10/08, 1.238 MW de geração, às 02:12h, correspondendo a 80% da capacidade total instalada na região e 16,5% da carga do Submercado Sul.

Desde a entrada em operação das primeiras usinas eólicas, a fonte tem sido responsável por uma colaboração extremamente relevante para o sistema elétrico brasileiro. Em 2014, as usinas eólicas geraram em todo o ano 12 TWh de energia, com fator de capacidade médio de 38%. No primeiro semestre de 2015 já foram gerados por fonte eólica 8 TWh, mais da metade gerada ao logo de todo ano anterior.

“A geração verificada indica números que comprovam a relevância da fonte eólica para a segurança do sistema. No período de seca a contribuição proveniente dos ventos mostra-se ainda maior, podendo alcançar novos recordes ainda esse ano”, destaca Elbia Gannoum, presidente executiva da ABEEólica.

Destacamos a grande contribuição da geração eólica para o suprimento de energia do Sistema Elétrico Brasileiro nos períodos de escassez hídrica, observados a partir do final do ano de 2013 e agravado desde então. No dia 09/08/2015 verificou-se recorde de geração eólica do Sistema Interligado Nacional – SIN, 4.432 MW às 22h47, representando 8% da carga deste sistema, com um fator de capacidade de 78%.

“Sobre esse aspecto, reforçamos a importância em considerarmos a complementariedade entre as diversas fontes renováveis para a concepção diversificada da matriz elétrica brasileira contemporânea”, diz Elbia.

São atualmente 7.657,9 MW instalados, que estão contribuindo em grande medida com sistema elétrico nacional. O montante é responsável por abastecer 13 milhões de residências, em média. Evitar a emissão de 13,5 milhões de toneladas de CO2 na atmosfera, além de representar um benefício líquido para o Sistema de quantias financeiras elevadas, evitando o alto custo do despacho térmico.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *