Home Seções Economia Verde Brasil e Japão avaliam cooperação em logística reversa

Brasil e Japão avaliam cooperação em logística reversa

0
0
Com foco no descarte de eletroeletrônicos, acordo firmado pelos dois países em 2014 tem projeto piloto na região da Lapa, em São Paulo

O projeto de Acordo de Cooperação para melhorias no Sistema de Logística Reversa, iniciado em 2014, para avaliar a logística reversa dos resíduos eletroeletrônicos (E-Waste) chega à fase de avaliação final. O primeiro encontro dessa nova etapa ocorreu na sexta-feira (26/05), no Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC).

O acordo, fruto da parceria entre a Agência de Cooperação Internacional do Japão (JICA) e o governo brasileiro, foi assinado em 10 de outubro de 2013, com a proposta de identificar oportunidades para melhoria no sistema de logística reversa de eletroeletrônicos por meio de trocas em experiências com organismos japoneses. A primeira etapa do projeto consistiu em visita a todos os elos da cadeia de logística reversa de eletroeletrônicos no Japão, realizada pelos responsáveis por cada etapa do sistema no Brasil.

PILOTO

A segunda etapa do projeto correspondeu a uma experiência piloto na região da Lapa (subprefeitura da Lapa), na cidade de São Paulo. Teve por objetivo estudar o fluxo de equipamentos eletroeletrônicos descartados pelo consumidor, por meio do projeto Descarte On.

“A iniciativa representa uma grande oportunidade de avanço na implementação de um dos mais importantes instrumentos da política nacional de resíduos sólidos: o princípio da responsabilidade compartilhada pelo ciclo de vida dos produtos”, afirmou a diretora de Ambiente Urbano do MMA, Zilda Veloso. Para os especialistas japoneses, o conhecimento prático no projeto piloto acarretou uma série de lições que, com base na experiência japonesa, resulta em um entendimento coerente da logística reversa.

De acordo com o secretário de Recursos Hídricos e Qualidade Ambiental do Ministério do Meio Ambiente, Jair Tannús, deve-se destacar a importância do histórico da cooperação entre os governos brasileiro e japonês, “que é motivo de orgulho para o Brasil e muito tem contribuído para ampliar os avanços em tecnologias ambientais no território nacional”.

Segundo o representante da JICA Daisuke Iijima, a discussão continuará com base nas lições aprendidas até o momento. “Os resultados até agora são de grande êxito. A colaboração entre as partes, brasileira e japonesa, foi superior a todas as dificuldades encontradas e, consequentemente, trouxe ao projeto, de forma bastante exitosa, uma conclusão positiva desta avaliação conjunta”.

Na reunião também estava presente o secretário de Desenvolvimento e Competitividade Industrial do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Igor Calvet, além de especialistas brasileiros e japoneses.

Fonte: Ascom/MMA

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *