Home Notícias BASF celebra os 25 anos do Atuação Responsável no Brasil
0

BASF celebra os 25 anos do Atuação Responsável no Brasil

0
0
A BASF, que aderiu logo no início, em 1992, utiliza o programa como base para seu Sistema de Gestão de Saúde, Segurança e Meio Ambiente

Como empresa que prioriza a sustentabilidade nos locais em que está presente, a BASF comemora os 25 anos do Atuação Responsável no Brasil, programa coordenado pela Associação Brasileira das Indústrias Químicas (ABIQUIM). A BASF, que aderiu logo no início, em 1992, faz parte dessa história, e utiliza o programa como base para seu Sistema de Gestão de Saúde, Segurança e Meio Ambiente, que visa a melhoria contínua e a excelência nas suas operações.

Na operação brasileira da BASF, as recomendações do Atuação Responsável fazem parte do dia a dia dos colaboradores e contratados da empresa,  especialmente no que tange temas como saúde, segurança e meio ambiente. Além disso, o diálogo constante com as comunidades próximas aos locais em que atua faz parte do compromisso da empresa, para demonstrar de forma transparente os resultados de suas ações de proteção ambiental e prevenção de acidentes.

“O marco de 25 anos do Atuação Responsável é motivo de celebração para nós, pois ressalta a importância do nosso compromisso com a sustentabilidade e segurança em toda nossa operação. Posso garantir que é uma prioridade em tudo o que fazemos na BASF e nos auxilia a entender o nosso papel como indústria e o caminho para um futuro sustentável”, comenta Bert Neumeier, diretor de Segurança e Proteção Ambiental da BASF  para a América do Sul.

“Para a indústria química brasileira, a adesão ao programa voluntário representou um marco, há 25 anos. Hoje, o setor químico colhe os frutos de anos do trabalho iniciado pelo AR. Essa evolução é comprovada pelos nossos indicadores de desempenho. Um exemplo é que reduzimos em 29% as emissões de CO2 na atmosfera entre os anos de 2006 e 2015. Isso é resultado do empenho das empresas químicas que seguem o Atuação Responsável”, celebra Fernando Figueiredo, presidente-executivo da ABIQUIM.

O compromisso da BASF com o Atuação Responsável pode ser exemplificado por algumas iniciativas da empresa:

Mata Viva

Na fábrica de Guaratinguetá foi desenvolvido o Programa de Educação e Conservação Ambiental Mata Viva, que tem como objetivo recompor 128 hectares de mata ciliar ao longo de quatro quilômetros na margem direita do Rio Paraíba do Sul. O projeto busca ainda levar educação ambiental para a comunidade e oferecer para empresas, cooperativas e produtores rurais soluções sustentáveis para seus negócios de forma a proteger as margens de rios e córregos.

Segurança 360º

A BASF adota ações de prevenção contra incidentes em 360°, de modo que as orientações para os colaboradores e contratados sejam relacionadas não somente às dependências de seus escritórios e fábricas, mas também no deslocamento, para suas casas e no trabalho em campo. Além do suporte da comunicação interna, por meio de campanhas de conscientização, a empresa ainda conta com um programa interno, no qual colaboradores especificamente nominados exercem o papel de anjo da guarda, com o objetivo de zelar pela segurança dos colegas da empresa.

Demarchi+Ecoeficiente Zero Aterro

Entre os projetos mais importantes para encontrar alternativas para a disposição de resíduos sólidos está o Demarchi+Ecoeficiente Zero Aterro, implementado no Complexo Industrial de Tintas e Vernizes, localizado em São Bernardo do Campo (SP). Em 2016, cerca de 76 toneladas de resíduos tiveram uma destinação mais sustentável e deixaram de ser dispostos em aterros. A iniciativa considerou resíduos de jardinagem, restaurante, construção civil (entulho), resíduos como borracha, esferas de moagem, vidro, papel toalha e papel higiênico, além de lodo da estação de tratamento de efluentes e resíduos gerados por atividades administrativas. A unidade desenvolve a iniciativa Demarchi+Ecoeficiente, voltada para gestão mais ecoeficiente e conscientização dos colaboradores sobre o conceito e a prática da sustentabilidade. Como resultado da iniciativa, em 2016, 76 toneladas de resíduos deixaram de ser dispostos em aterro e foram recuperados.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *