Home Fimai Ecomondo 2016 Abertura da 17ª FIMAI ECOMONDO BRASIL
0

Abertura da 17ª FIMAI ECOMONDO BRASIL

0
0

abertura-fimaiNesta quarta-feira, a abertura da maior Feira Internacional de Meio Ambiente Industrial e Sustentabilidade da América Latina, organizada pela Revista Meio Ambiente Industrial, foi marcada pela apresentação de projetos de racionalização da água e destinação de resíduos para geração de energia

A solenidade de abertura contou com a presença de Julio Tocalino, Presidente da FIMAI, Edoardo Pollastri, Presidente da ItalCam, Haroldo Mattos de Lemos, Presidente da Brasil PNUMA e o Gumercindo Silva, representando a FEBRAE (Federação Brasileira da Associação dos Engenheiros.

No primeiro dia foram cerca de 100 empresas expositoras e contou com a presença de 2,5 mil visitantes. Entre eles, representantes da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, ICE (Italian Trade Agency). Delegações da região da Bavária ? Alemanha, da China e da Argentina também estiveram presentes.

Nos seminários,  Fabio Fava, professor da Universidade de Bologna, forneceu um panorama dos projetos sustentáveis da cadeia produtiva de alimentos e energia que estão sendo trabalhados pela comissão da União Europeia.

O representante da empresa alemã Scaut, Anton Huber, apresentou solução inovadora para descontaminação e reuso de água domiciliar, sem necessidade de ligação com a rede de esgoto pública. No evento, estão previstas 35 palestras com temas envolvendo Energias Renováveis, Técnicas de Compostagem, Gestão de Resíduos Orgânicos, entre outros.

Já o pavilhão de exposições conta com a presença de empresas como a Foxx Inova Ambiental que vai fazer uma demonstração de como utilizar lixo urbano na geração de energia. O projeto desenvolvido em Barueri e pretende ser uma alternativa de geração de energia por meio de aproveitamento de resíduos.

A empresa brasileira desenvolveu um processo tecnológico conhecido por ?Waste to Energy?, combinando a disposição correta dos resíduos com a geração de energia renovável. Hoje, em Barueri, a prefeitura precisa encaminhar seus resíduos para um aterro a mais de 20 km da cidade.

A empresa Recoy vai mostrar uma carreta que faz limpeza de solos contaminados, utilizada em casos de acidentes ambientais, por meio de uma tecnologia inovadora de recuperação de solos contaminados por hidrocarbonetos, sem a utilização de água em grandes quantidades como nos processos tradicionais.

No que diz respeito à reciclagem de resíduos sólidos, um caminhão de 18 metros do projeto Sutaco, autarquia do governo do estado, vira escola de artesanato de com resíduos e lixo descartáveis pela indústria. Durante a FIMAI, acontecerão várias oficinas para os visitantes. O projeto já formou cerca de 85 mil artesãos.

Deixe seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *